Início » Internacional » Número de casos de MERS na Coreia do Sul sobe para 87
epidemia

Número de casos de MERS na Coreia do Sul sobe para 87

Pelo mones 87 pessoas foram infectadas pela MERS, das quais seis morreram. O surto na Coreia do Sul é o maior já registrado fora do Oriente Médio

Número de casos de MERS na Coreia do Sul sobe para 87
Governo finalmente concordou em revelar os nomes dos 24 hospitais que tiveram casos confirmados da síndrome (Foto: Flickr)

O número de casos confirmados da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS) subiu para 87 nesta segunda-feira, 8. Ao todo, seis pessoas já morreram da doença.

Leia mais: Coreia do Sul coloca mais de 1.300 em quarentena por suspeita de MERS

Nesta segunda-feira, os nomes e a localização dos 24 hospitais que tiveram casos confirmados da síndrome foram, finalmente, revelados. Até então, o governo se recusava a revelar a lista, alegando que isso causaria pânico nos bairros vizinhos às instituições.

O surto da MERS na Coreia do Sul é o maior já registrado fora do Oriente Médio. O governo da presidente Park Geun-hye vem sendo acusado de demora na tomada de precauções e de manter as informações sobre o surto em sigilo, o que pode aumentar o número de casos.

Para rebater as críticas, o governo aumentou os esforços contra a epidemia. Mais de 1.300 pessoas suspeitas de ter contraído a infecção foram colocadas em quarentena. Em uma conferência no último domingo, 7, o vice-primeiro-ministro, Choi Kyung-hwan, reafirmou o compromisso do governo em conter o surto.

“À medida em que o número de pacientes e pessoas em quarentena aumenta, o governo decidiu tomar passos firmes para aliviar as dúvidas e temores da população”, disse o ministro.

O primeiro surto da MERS ocorreu em 2012, quando o vírus causador da síndrome foi identificado na Arábia Saudita. Naquele ano, o país registrou a maior parte das mais de 440 mortes relacionadas à doença.

Fontes:
The New York Times-MERS Cases Rise in South Korea, Health Officials Say

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *