Início » Internacional » Número de execuções no Irã equivale a três por dia, diz Anistia Internacional
Direitos Humanos

Número de execuções no Irã equivale a três por dia, diz Anistia Internacional

Segundo o grupo de direitos humanos, as condenações não cumprem as normas jurídicas internacionais

Número de execuções no Irã equivale a três por dia, diz Anistia Internacional
Segundo a Anistia Internacional, a situação é preocupante, principalmente porque essas condenações dependem dos tribunais do país, que não costumam ser imparciais no julgamento (Foto: Flickr/_titi)

Nesta quinta-feira, 23, a Anistia Internacional denunciou um grande aumento no número de execuções no Irã. Apenas entre 1º de janeiro e 15 de julho, 694 pessoas foram executadas, o que equivale a três execuções por dia. Durante o Ramadã, mês sagrado dos muçulmanos, as execuções são normalmente suspensas. No entanto, o grupo diz que pelo menos quatro pessoas foram condenadas à morte neste período.

Segundo a Anistia Internacional, a situação é preocupante, principalmente porque essas condenações dependem dos tribunais do país, que não costumam ser imparciais no julgamento. Oficialmente, o país reconheceu 246 execuções judiciais, número quase três vezes inferior ao que a organização relatou. No ano passado, as fontes oficiais divulgaram 289 execuções, enquanto o relatório da ONU estimou que o número real tenha sido de pelo menos 753.

A organização lembra ainda que os julgamentos no país contêm sérias falhas, como o fato de que muitas vezes o preso não tem acesso a um advogado, além de não ter a chance de recorrer, ter a pena perdoada ou comutada.

Apesar do relator especial da ONU sobre o Irã, Ahmed Shaheed, já ter apelado para uma suspensão das execuções, as mortes continuam acontecendo. Além disso, muitas delas são por conta de crimes relacionados a drogas, adultério, sodomia e “crimes imprecisos contra a segurança nacional”. A Anistia, por sua vez, afirma que as condenações não cumprem as normas jurídicas internacionais, que permitem a pena de morte apenas para crimes mais graves.

Embora a China realize mais execuções por ano, é o Irã que mais sentencia pessoas à morte per capita do que qualquer outro país.

Fontes:
O Globo-Irã executou três pessoas por dia neste ano, denuncia Anistia Internacional
Uol-Irã já executou quase 700 em seis meses, diz relatório da Anistia

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *