Início » Internacional » O aniversário de Vladimir Putin
Rússia

O aniversário de Vladimir Putin

Moscou estava repleta de comemorações na semana passada para marcar os 62 anos do presidente

O aniversário de Vladimir Putin
Putin goza de muita adoração em seu país hoje em dia (Reprodução/Internet)

Vladimir Putin fez 62 anos na semana passada. De acordo com a assessoria de imprensa do Kremlin ele comemorou o seu aniversário na remota taiga siberiana, uma floresta nevada a 320 km da vila habitada mais próxima.

Leia mais: Putin ordena saída de tropas russas das fronteiras com a Ucrânia

Em Moscou a capital estava repleta de comemorações. Dentro do GUM, um shopping de luxo na Praça Vermelha, as pessoas esperavam em filas de até duas horas para comprar camisetas com o rosto de Putin estampado. Um coral de crianças divulgou um vídeo desejando a Putin um feliz aniversário, desejando que a “força de seu bondoso coração prevaleça”.

Nenhuma medida recente de Putin foi mais popular do que a anexação da Crimeia; é também o único triunfo histórico russo que cabe inteiramente a ele, diferentemente, por exemplo, da vitória soviética na Segunda Guerra Mundial. Um feriado em seu aniversário em homenagem aos vezhlivie ludi, ou “pessoas educadas”, os soldados que abriram o caminho para a ocupação russa, fundirá o homem e a história.

Iggor Zotov, deputado que propôs a ideia, afirma que o pensamento ocorreu a ele após visitar a Crimeia e conversar com moradoresgratos. Conforme Zotov relata, ele voltou a Moscou e pegou um calendário. “Eu vi que em 7 de outubro, aniversário de Putin, não há um único feriado em todo o mundo”, afirma. Por que não introduzir um feriado dos vezhivie ludi então? “Putin é a pessoa mais educada desse mundo, ele personifica a ideia de educação, não apenas na Rússia, mas em todo o mundo”, afirma Zotov.

Putin pode gozar de toda a atenção e adoração hoje em dia, mas a história russa de cultos a personalidades traz consigo um alerta: eles são, por definição, temporários, e geralmente terminam com uma depreciação explícita do governante anterior e com o estabelecimento de um culto em torno do seu substituto.

Fontes:
The Economist - The Twelve Labours of Putin

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *