Início » Cultura » O aspecto negativo do turismo de massa em Barcelona
Excesso de Visitantes

O aspecto negativo do turismo de massa em Barcelona

A prefeita da cidade, Ada Colau Ballano, está estudando medidas para diminuir, ou talvez impedir, o fluxo de visitantes

O aspecto negativo do turismo de massa em Barcelona
Barcelona é uma das cidades mais interessantes do mundo (Reprodução/Wikimedia)

Não há dúvida que Barcelona é uma das cidades mais interessantes do mundo. A arquitetura, as festas, a comida, tudo em resumo, reflete o espírito de uma cidade com vitalidade e alma. Mas, como a empresa Bloomberg comentou, a cidade vive o dilema de um excesso de turismo. A prefeita da cidade, Ada Colau Ballano, está estudando medidas para diminuir, ou talvez impedir, o fluxo de visitantes porque, em sua opinião, a cidade corre o risco de ser invadida e se transformar em um parque temático.

A Sra. Ada tem razão. Como qualquer visitante pode testemunhar, as ruas estreitas e góticas atrás de Las Ramblas, uma avenida comercial arborizada, parecem o metrô nos horários mais movimentados do dia; as obras imperdíveis de Gaudí escondem-se atrás das filas imensas de turistas e suas câmeras; e em certas épocas do ano as praias ficam invisíveis em razão das inúmeras toalhas estendidas na areia.

A cidade vive um momento especial de excesso de turismo. Bloomberg citou o artigo escrito por economistas da Universidade Ca’ Foscari de Veneza em 2008, no qual os autores disseram que Barcelona aproveitara as Olimpíadas de 1992 para renovar seu espaço urbano e inserir a cidade “no circuito das cidades preferidas dos turistas”. Na época, segundo os economistas, a cidade tinha “uma imagem muito positiva na mídia e entre os formadores de opinião”. Agora, diz Bloomberg, “os moradores queixam-se de tudo, desde o barulho e o lixo ao aumento dos preços no mercado imobiliário”.

Bloomberg cita o exemplo de Veneza, uma cidade onde os habitantes viviam e trabalhavam e que se transformou há muito tempo em uma mera atração turística. Hoje, a população de Veneza é de apenas 60 mil habitantes, em comparação com os 2 milhões de turistas que a visitam todos os anos. Mas, segundo o artigo, não se pode comparar Veneza a Barcelona, a segunda maior cidade da Espanha, com uma grande população na área metropolitana e arredores da cidade, além de ser um centro industrial importante e uma referência cultural, econômica e política. Porém isso não exclui o problema comum de cidades que atraem turistas e que, depois, tentam conter o número excessivo de visitantes.

 

Fontes:
The Economist-Nobody goes there any more, it's too crowded

1 Opinião

  1. Regina Caldas disse:

    Prefiro Toledo, a cidade mais linda da Espanha.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *