Início » Internacional » O czar Alexandre II é assassinado em atentado terrorista
NESTA DATA

O czar Alexandre II é assassinado em atentado terrorista

Em 13 de março de 1881, um grupo extremista disparou bombas em direção ao czar russo Alexandre II. Eles exigiam um governo constitucional

O czar Alexandre II é assassinado em atentado terrorista
O governante já havia sofrido outras tentativas de assassinato por grupos revolucionários russos (Foto: Wikimedia)

Em 13 de março de 1881, o czar da Rússia, Alexandre II, foi assassinado por um grupo de extremistas que exigiam um governo constitucional. O governante já havia sofrido outras tentativas de assassinato por grupos revolucionários russos.

A Rússia vivia um regime monárquico, no qual o czar era o soberano do reino. Em 2 de março de 1855, seguindo o modelo de governo russo, Alexandre II ascendeu ao trono aos 37 anos após a morte de seu pai. No primeiro ano à frente da Rússia, se dedicou a dar continuidade à guerra da Crimeia.

Alexandre II ficou conhecido por promover reformas liberais em seus primeiros anos, a fim de renovar a sociedade monárquica russa que vivia em uma situação de atraso após a derrota na guerra da Crimeia. Entre as principais medidas instituídas estão a emancipação dos servos, o investimento nos setores militares, a criação de um código penal mais simples e uma nova administração judicial.

Durante seu reinado, Alexandre II teve que lidar com grupos separatistas que queriam a independência de áreas como a Ucrânia, Lituânia, Letônia e Bielorrússia. Para evitar que esses grupos ganhassem força, reprimiu os movimentos separatistas. Em 4 de abril de 1866, o czar sofreu a primeira tentativa de atentado. O estudante Dimitri Karakosov atira em Alexandre II em São Petesburgo, mas o soberano russo sobreviveu. Em 1º de junho de 1867, quando visitava Paris, outro ataque ao czar aconteceu.

A partir desse momento, Alexandre II interrompe as reformas liberais russas e passa a fazer investidas bélicas nas regiões do Cáucaso, dos Bálcãs, e da Sibéria. Ao mesmo tempo, movimentos revolucionários se intensificam no período e grupos contrários ao regime ampliariam as forças para tentar tirar o czar do poder.

Em 20 de abril de 1879, um revolucionário extremista disparou cinco tiros em direção ao czar nas proximidades do palácio do governo russo. Alexandre II escapou dos tiros. A partir daí, surgiu a organização “A Vontade do Povo”, que tinha como objetivo matar o soberano. Em dezembro do mesmo ano, a organização explodiu um vagão de um trem no qual o czar viajava.

Em mais uma tentativa de assassinar Alexandre II, a organização secreta colocou uma bomba debaixo da sala de jantar de seu palácio. Morreram 11 pessoas na explosão, mas o czar não se feriu.

Após as tentativas de assassinato, o mandatário russo conferiu poderes ditatoriais ao conde Loris-Mélikov, a fim de combater os opositores ao regime. Mas no dia 13 de março de 1881, extremistas próximos ao seu palácio dispararam bombas contra o czar, que escapou da primeira explosão, mas não resistiu à segunda bomba.

Após a morte de Alexandre II, seu filho Alexandre III assume o trono e institui a autocracia absoluta.

Fontes:
Opera Mundi-Hoje na História: 1881 - Czar Alexandre II é morto em atentado terrorista
Diário Universal-Czar Alexandre II

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *