Início » Internacional » O difícil retorno à rotina de trabalho após feriados
COMPORTAMENTO

O difícil retorno à rotina de trabalho após feriados

Pesquisa aponta que britânicos demoram de quatro dias a uma semana para se readaptar à rotina de trabalho após o recesso de fim de ano

O difícil retorno à rotina de trabalho após feriados
Mais da metade admitiram que não estariam trabalhando com 100% das capacidades (Foot: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma nova pesquisa aponta que os britânicos levam, em média, quatro dias para se reajustarem ao trabalho após um período de recesso. O estudo, encomendado pela instituição de caridade Spana, foi feito com 2 mil adultos, com a maioria admitindo que só consegue se readaptar à rotina de trabalho após quase uma semana.

Os motivos variam. Alguns falam sobre a dificuldade em se readaptar à realidade do trabalho, outros apontam os obstáculos para se reajustar às primeiras horas da manhã. Ao todo, 52% dos entrevistados admitiram que só estariam trabalhando “em corpo” durante a primeira parte de janeiro, mas não com a “mente”. Em outras palavras, o corpo está presente, mas os pensamentos em outro lugar.

Outro dado da pesquisa aponta que três em cada dez trabalhadores admitem que esperam um horrível mês de janeiro em questão de trabalho. Isso porque sabem que ainda faltará um tempo até as próximas férias.

Já um quinto dos entrevistados afirmou que provavelmente terá uma longa lista de tarefas ao voltar ao trabalho. Um quarto dos trabalhadores também admitiu não estar ansioso com o retorno ao trabalho pela possibilidade de outros se sentirem infelizes com o retorno. Mais da metade dos entrevistados também creem na possibilidade de se sentir triste na noite anterior ao primeiro dia do retorno.

O retorno ao trabalho também parece afetar a vida social dos britânicos. Quase metade dos entrevistados admitiu não ter intenção fazer nenhum programa social em janeiro. Destes, 12% afirmaram que o motivo seria o mau humor pela volta das férias, enquanto um terço admitiu não ter dinheiro.

Entre os principais motivos apontados pelos entrevistados para a falta de vontade de retornar ao trabalho estão: o clima; cansaço e lentidão; o fato de janeiro parecer o mês mais longo do ano; fim da emoção natalina; readequação à rotina diária; dificuldade de motivação para exercitar o corpo; readequação da dieta após alimentação farta no Natal; entre outros.

Fontes:
Independent-Post-Christmas blues kick in as britons struggle to feel productive back at work, study claims

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *