Início » Internacional » O discurso de Theresa May sobre eleições gerais no Reino Unido
REINO UNIDO

O discurso de Theresa May sobre eleições gerais no Reino Unido

Discurso da primeira-ministra foi firme, porém, sucinto demais e soou como uma declaração de guerra

O discurso de Theresa May sobre eleições gerais no Reino Unido
O episódio é preocupante porque exemplifica a abordagem de Theresa May (Foto: Jay Allen/Crown Copyright)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em 3 de maio, Theresa May fez um discurso para marcar o início da campanha das eleições gerais, mas suas palavras  soaram mais como uma declaração de guerra. “Os políticos e as autoridades da União Europeia (UE) fizeram ameaças ao Reino Unido”, alertou. “Essas intimidações tiveram a intenção deliberada de afetar o resultado das eleições gerais.”

Cabe a dúvida. Mas se a guerra de palavras no início de maio entre a primeira-ministra do Reino Unido e a União Europeia tiver algum efeito na votação, será em seu benefício. Diante da fraca oposição dos trabalhistas, o Partido Conservador já é o favorito para ganhar a maioria das cadeiras no Parlamento. A troca de opiniões tensa com a UE a respeito do Brexit reforçará a imagem de força que a primeira-ministra tem tentado projetar nos eleitores. Porém, a deterioração desnecessária das relações entre o Reino Unido e a UE criará dificuldades para as duas partes fazerem um bom acordo, ou qualquer acordo, sobre o Brexit.

O episódio é preocupante porque exemplifica a abordagem de Theresa May para a campanha eleitoral. Em vez de explicar em detalhes quais são seus planos para o Brexit, como a UE fez, ela apenas pediu aos eleitores que confiassem nela para obter o melhor acordo possível. É uma atitude semelhante em questões internas. A fraqueza do Partido Trabalhista e de seu líder, Jeremy Corbyn, convenceu a primeira-ministra a transformar a campanha em uma competição de liderança.

Theresa May já demonstrou bastante firmeza em suas convicções. Mas os cidadãos britânicos merecem explicações sobre os detalhes das negociações da saída do Reino Unido da União Europeia. O sucesso do acordo depende, em grande parte, da explanação clara e objetiva das intenções de ambos os lados.

Fontes:
The Economist-Theresa May’s pitch is strong, stable—and short on detail

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *