Início » Internacional » O estupro como instrumento de guerra
Congo

O estupro como instrumento de guerra

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

De acordo com a ONU, soldados do governo e milícias vêm utilizando este tipo de violência em larga escala no leste do país. A maioria das vítimas são mulheres e meninas — algumas ainda são bebês — mas homens e meninos também vêm sendo alvo.

Às vezes, o motivo destas violações é vingança por ataques de milícias rivais, limpeza étnica, ou em outras ocasiões uma tentativa de destruir a moral do inimigo espalhando desonra, injúrias e doenças. Esta onda de violência sexual também vem propagando a Aids.

A longa década de guerra civil no Congo, que causou milhões de mortes devido a combates e doenças, terminou oficialmente em 2003, mas continua no leste do país. Desde o início do ano passado a violência já fez com que cerca de 550 mil pessoas deixassem suas casas e aldeias.

Fontes:
Economist - Congo -- Atrocities beyond words

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. alves disse:

    Fico horrorizado com tais violações e a ONU junto com os seus menbros nada faz como permitiu a invasaõ do Iraque

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *