Início » Vida » Comportamento » O futuro da língua inglesa na UE
ANGLO-SAXONISMO

O futuro da língua inglesa na UE

Apesar da brincadeira de Jean-Claude Juncker, os anglófonos podem ficar tranquilos que o inglês continuará a ser uma língua de trabalho na União Europeia

O futuro da língua inglesa na UE
O inglês está expandindo seu uso no continente europeu (Foto: Wikipedia)

“De forma lenta, mas segura, o inglês está perdendo a importância”, disse em tom de brincadeira o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, antes de começar a falar em francês em um discurso proferido em 5 de maio. Os escritores ingleses sentiram-se ofendidos com suas palavras, mas Juncker tem o hábito de não seguir roteiros preestabelecidos em seus discursos e, além disso, as palavras foram ditas em inglês e a plateia riu.

De qualquer modo, os falantes da língua de Shakespeare não têm motivos para se preocuparem. A União Europeia (UE) tem 24 línguas oficiais, três das quais consideradas “línguas de trabalho”: francês, alemão e inglês. Os eurocratas são poliglotas e, em muitos casos, falam essas três línguas, além da língua materna. O inglês será menos ouvido depois da saída do Reino Unido da UE, porém o inglês é a língua oficial da Irlanda e de Malta, dois países membros da União Europeia. Em Bruxelas, o uso do inglês superou o da língua francesa e não há sinais que o alemão venha substituí-lo.

Além disso, o inglês está expandindo seu uso no continente. Entre os estudantes do ensino fundamental, 97% estão aprendendo inglês. Apenas 34% estudam francês e 23% alemão. No ensino elementar, 79% dos alunos aprendem inglês, em comparação com apenas 4% dos alunos que estudam francês. Em alguns países, como a Dinamarca, o inglês é ensinado no primeiro ano escolar.

Uma língua adquire importância à medida que expande seu uso. O interesse pela língua inglesa na Europa começou bem antes do referendo do Brexit e é improvável que desapareça, mesmo que de “forma lenta, mas segura”, como nas palavras de Jean-Claude Juncker.

Fontes:
The Economist-Britain is leaving the EU, but its language will stay

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Lucinda Telles disse:

    Se a UE desprezar o inglês – assim como faz com o português e o espanhol – não falará com o mundo: Devido ao passado colonial, as únicas línguas faladas em todos os continentes são o português, o espanhol e o inglês. Sucks! Maastricht Treaty.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *