Início » Internacional » O impacto positivo do investimento em infraestruturas públicas
Livre troca

O impacto positivo do investimento em infraestruturas públicas

A infraestrutura pública é uma das poucas formas de gastos governamentais que tanto liberais quanto conservadores apoiam

O impacto positivo do investimento em infraestruturas públicas
Portos, redes elétricas e escolas são essenciais para o funcionamento da economia (Reprodução/Internet)

Aqueles que pretendiam viajar de avião a partir de Chicago na semana passada tomaram conhecimento em primeira mão das deficiências da infraestrutura pública americana. Um funcionário suicida ateou fogo a um centro de controle de tráfego aéreo da região, causando o cancelamento de milhares de voos – a terceira interrupção desse tipo neste ano. O caos é agravado por um sistema da década de 50 que depende de radares. O financiamento instável atrasou a substituição deste por um sistema que usa satélites.

A infraestrutura pública é uma das poucas formas de gastos governamentais que tanto liberais quanto conservadores apoiam. Portos, redes elétricas e escolas são essenciais para o funcionamento da economia. Mas, como revela o antiquado sistema de tráfego aéreo dos EUA, os investimentos públicos estão sujeitos ao clima fiscal. Governos com orçamentos apertados evitam acumular dívida e aumentar impostos até mesmo por algo tão popular quanto uma nova estrada. Após um período de gastos fomentados pelo governo nos momentos imediatamente após a recessão, o investimento público caiu novamente nos países ricos.

Ainda assim, identificar uma redução geral no investimento de infraestrutura é mais fácil que decidir em quais projetos aplicar dinheiro. Dentre os sete maiores países ricos, apenas a Alemanha e os EUA sofreram uma deterioração clara no investimento em infraestrutura desde 2006. E o investimento público é facilmente desperdiçado em projetos como estádios de futebol ou contratos superfaturados com fornecedores politicamente conectados. Mesmo em lugares relativamente democráticos e transparentes como os EUA, com muitos servidores públicos aptos a realizarem análises de custo e benefício, é difícil identificar os investimentos mais vantajosos.

O sistema de rodovias interestaduais, construído em grande parte durante as décadas de 50 e 60, gerou grandes ganhos de produtividade, de acordo com um estudo de 1999 de John Fernald, do Federal Reserve Bank de São Francisco; presume-se que os ganhos gerados por uma expansão do sistema não seriam tão grandes. Ademais, nos EUA, leva de 9 a 19 anos para planejar e construir uma rodovia de grande porte. A essa altura o momento ideal de incrementar o investimento público pode ter ido e vindo diversas vezes.

 

Fontes:
The Economist-Concrete benefits

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *