Início » Internacional » O inferno astral de Silvio Berlusconi
SAÚDE E INFLUÊNCIA EM BAIXA

O inferno astral de Silvio Berlusconi

Ex-primeiro-ministro italiano passará por uma cirurgia no coração num momento em que seu partido enfrenta eleições decisivas para manter o que resta de influência política

O inferno astral de Silvio Berlusconi
Berlusconi, de 79 anos, se sentiu mal no último sábado, 4, e precisou ser internado (Foto: Flickr/European People's Party)

O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi atravessa um delicado momento político e pessoal. Na próxima semana ele fará uma cirurgia no coração para substituir uma aorta defeituosa. A cirurgia tem duração de quatro horas e uma taxa de mortalidade de 2%.

Berlusconi, de 79 anos, se sentiu mal no último sábado, 4, devido a insuficiência cardíaca e precisou ser internado. “Quando ele soube da notícia não quis acreditar. Mas depois ele a aceitou com coragem e determinação”, disse Alberto Zangrillo, médico de Berlusconi.

Zangrillo criticou a decisão do ex-primeiro-ministro de aparecer em público para votar no primeiro turno das eleições municipais italianas no dia seguinte ao mal-estar. Para o médico, ele deveria ter ficado em repouso. “Berlusconi arriscou a vida, correu risco de morte”.

A decisão de Berlusconi, no entanto, tem um sólido propósito. Magnata do setor de comunicação italiano, ele foi primeiro-ministro da Itália de 1994 a 2011, quando saiu do cargo no auge da crise soberana da zona do euro e em meio a escândalos sexuais.

Desde então, sua influência política se deteriorou, junto com o apoio a seu partido de centro-direita, o Força Itália. A legenda, que já teve apoio majoritário no país, hoje caiu para o quarto partido mais influente.

A cirurgia de Berlusconi ameaça deixá-lo fora da campanha de segundo turno, prevista para o dia 19 de junho. O candidato apoiado pelo ex-primeiro-ministro para o governo de Milão, Stefano Parisi, enfrenta uma acirrada disputa contra o adversário de centro-esquerda Giuseppe Sala, do Partido Democrático.

Além disso, Berlusconi pode ficar fora do referendo sobre a reforma constitucional previsto para outubro deste ano. Zangrillo aconselha Berlusconi a seguir na vida política, mas diz que será necessário um mês de descanso após a cirurgia. Depois, desse período, ele poderá fazer o que quiser. No entanto, tudo dependerá da evolução de sua recuperação.

Fontes:
Financial Times-Berlusconi goes from hustings to hospital

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *