Início » Cultura » O livro ’20 poemas de amor e uma canção desesperada’ é publicado
Pablo Neruda

O livro ’20 poemas de amor e uma canção desesperada’ é publicado

Em 15 de junho de 1924, foi publicado o famoso livro '20 poemas de amor e uma canção desesperada', do poeta chileno Pablo Neruda

O livro ’20 poemas de amor e uma canção desesperada’ é publicado
Pablo Neruda gravando uma de suas poesias na Biblioteca do Congresso Americano em 1966 (Reprodução/Wikipedia)

Pablo Neruda foi um dos maiores poetas latino-americanos do século XX. Apesar de ser conhecido pelo seu pseudônimo, foi batizado como Neftalí Ricardo Reyes Basoalto. O nome Pablo Neruda, inspirado por seus poetas preferidos, só foi oficializado como nome verdadeiro após um pedido na justiça. O poeta chileno, que nasceu em 1904 na cidade de Parral, escreveu mais de 40 livros e ganhou o Prêmio Nobel de Literatura em 1971.

“Vinte poemas de amor e uma canção desesperada” é uma de suas obras mais famosas. Lançado no dia 15 de junho de 1924, o livro fala do amor e da ausência da mulher amada. Os versos são, muitas vezes, herméticos, e as comparações extravagantes guardam poucos pontos de contato com a realidade.

Além da importante contribuição para a literatura, Neruda também foi diplomata e político. A carreira na diplomacia começou em 1927, quando foi nomeado cônsul em Rangum, na Birmânia. Em todas as diferentes cidades que trabalhou ao redor do mundo o poeta aproveitava para manter contato com artistas e integrantes do universo cultural.

Como político, foi eleito senador da República em 1943. Crítico ao presidente González Videla, Pablo Neruda passou a ser perseguido pelo governo e foi exilado na Europa até 1952. Nas décadas seguintes apoiou o político Salvador Allende em inúmeras campanhas à presidência. Em 1971, foi nomeado embaixador do país na França por Allende, então presidente do Chile. Nos dois anos seguintes, sua saúde se deteriorou. Vítima de câncer de próstata, Pablo Neruda morreu em 1973 no Chile.

Fontes:
Uol-Pablo Neruda
InfoEscola-Pablo Neruda

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *