Início » Internacional » O modo automático de passar pela alfândega
Aeroportos canadenses

O modo automático de passar pela alfândega

No Canadá, terminais de autoatendimento nos aeroportos facilitam a volta para casa dos passageiros

O modo automático de passar pela alfândega
Tempo de fila reduzido e menos congestionamento deixam passageiros satisfeitos (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Os canadenses que voltam para casa agora podem evitar parte do incômodo da alfândega ao utilizar terminais que parcialmente automatizam o processo. Para isso, eles precisam de passaportes ou cartões de residência permanente, um formulário alfandegário totalmente preenchido, ambos os quais serão lidos pelos novos terminais, bem como notas fiscais de compras feitas no exterior. Chamado de Programa de Liberação Alfandegária Automatizado. 18 dos terminais de autoatendimento  foram instalados nesta semana em Montreal a um custo de US$ 3,9 milhões. Terminais semelhantes, que inicialmente foram testados durante as olimpíadas de inverno de 2010 em Vancouver, em breve estarão disponíveis em muitos dos aeroportos do país.

Os benefícios do programa parecem óbvios o bastante: tempo de fila reduzido, menos congestionamento e, presume-se, mais satisfação do passageiro. Não há taxas para o uso dos terminais e os passageiros não precisam ter registro prévio algum. “Para nós, o processamento tranquilo é o aspecto mais importante em um aeroporto”, disse James Cherry, presidente do Aéroports de Montreal, que administra os dois aeroportos mais importantes da cidade.

Como era de se esperar, o sindicato dos agentes aduaneiros afirma estar preocupado. “Os passageiros estão tendo cada vez menos contato com nossos agentes”, afirmou um representante. Mas Pierre Provost, diretor distrital da Canada Border Services Agency (Agência de Serviços de Fronteira) no aeroporto, acha que os terminais podem melhorar a segurança e ajudar agentes aduaneiros ao deixa-los livres para focar em casos que apresentem mais riscos potenciais.

Após usar os terminais, os passageiros ainda têm que ter as suas identidades verificadas por um agente aduaneiro que checará passaportes e cartões de residência permanente,

Fontes:
The Economist-The automatic way through customs

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Carol disse:

    Ola pessoal, tenho uma grande duvida vou contar minha historia..
    Bom eu emeu esposo vomos para toronto em 2011 e entramos como estudante e com carta da irma dele,bom sem conselho sem opiniao sem saber quase nada ao invés de renovar nossos vistos ficamos ilegais um ano e pouco ,e depois de dois anos e meio queria muito ver minha familia,bom decidimos tirar o visto mandamos pela mae dele que veio nos visitar ,e conseguimos um visto de multiplas por um ano ,saimos do aeroporto normal com uma autoricazao falamos que perdemos coisa assim,mas isso nao foi problema.
    Ao voltar para Toronto meu esposo nao conseguiu entrar pois a imigracao estava em cima fez muitas perguntas e tudo mais revistou meu esposo e descubriu que tinha ficado ilegal,eu nao estava presente pois iria depois,Bom meu esposo teve que fala a verdade contou tudo que tem irma tudoo e eles deixaram meu esposo entrar em toronto e ficar por uns dois dia e meu esposo pediu refugio mas depois desistiu,quando ele volto eles falaram que meu esposo teria que ir embora mas nao iria poder pegar as coisa,mas depois deixaram ele entrar e buscar suas coisa nao entendemos isso acho que foi Deus pois os Canadense sao muito duro nessa parte,ele voltou limpo sem carta sem nada falaram que nao ia dar carta e nem nada que ele estava limpo mas que era para voltar ,,mas seu passaporte esta normal sem carimbo ele nao assinou nada nao recebeu carta de deportação simplesmente liberaram e perdoaram ele.. Agora nossa duvida e que queremos voltar muito pois o brasil nao tem como ficar por enquanto e queremos sabe se voltamos e entramos por calgary onde a irma dele mora como estudantes seria mais facil ou iria barar nos dois e deportar??? por favor nos ajude estamos desesperados querendo voltar deixamos nossa casa nossos animais So o que queremos e viver em paz sem violência Obrigada

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *