Início » Internacional » O que fazer diante da crise de alimentos?
Fome

O que fazer diante da crise de alimentos?

Líderes mundiais estão reunidos em Roma para debater sobre como o aumento dos preços dos alimentos está tornando a vida de milhões de pessoas — e suas próprias posições — mais precárias.

De acordo com o Programa Alimentar Mundial, uma série de fatores, como ações baixas e dólar fraco, aumento dos preços da energia, e grande demanda por biocombustíveis, tem levado cerca de 130 milhões de pessoas à pobreza, ou ao limite dela.

O diretor-geral da agência da ONU para agricultura e alimentos, Jacques Diouf, disse que o desenvolvimento da agricultura internacional vem há tempos sofrendo por ser o último colocado na lista de prioridades políticas.

ONU defende fim das barreiras comerciais

Na última terça-feira o secretário geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, sugeriu que as barreiras comerciais às exportações fossem eliminadas. Elas impedem o aumento da oferta de alimentos e com isso não conseguem acompanhar a demanda. Também foi proposto aumentar em 50% a produção de alimentos até 2030.

"Alguns países agiram limitando exportações ou impondo controles, (isso) distorce os mercados e força os preços a subirem mais. Peço às nações que resistam a tais medidas e imediatamente liberem as exportações destinadas a propósitos humanitários", afirmou Ban Ki-moon.

 

Fontes:
BBC - Pressure mounting for action on food

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *