Início » Economia » O que o Texas pode ensinar a áreas com crescimento lento?
Estados Unidos

O que o Texas pode ensinar a áreas com crescimento lento?

Não é preciso viajar para países em desenvolvimento para descobrir mercados emergentes

O que o Texas pode ensinar a áreas com crescimento lento?
O Texas tem várias cidades extremamente prósperas (Fonte: Reprodução/The Economist/Brett Ryder)

É um procedimento convencional dividir o mundo em países ricos com um crescimento lento e países pobres com um crescimento rápido. O norte do Texas, no entanto, é uma evidência que existem áreas do mundo rico com um crescimento acelerado (Londres e a área da baía de São Francisco são outros exemplos), assim como em algumas partes do mundo em desenvolvimento o crescimento está estagnado.

Existem muitos sinais de prosperidade no norte do Texas. A filial da Nebraska Furniture Mart, perto de Dallas, é um empreendimento impressionante. A loja imensa, de propriedade da empresa Berkshire Hathaway de Warren Buffett, é do tamanho de dez campos de futebol e emprega 2.300 funcionários. Cerca de 70 caminhões de entrega de mercadorias chegam à loja todos os dias e 20 mil pessoas a visitam todos os sábados.

Em Plano, uma cidade próxima à loja, tratores estão fazendo um trabalho de terraplenagem no local onde será construída a nova sede norte-americana da Toyota, que está se mudando do sul da Califórnia. Frisco, mais ao norte, é a quarta cidade que mais cresce nos Estados Unidos.

Em 2014 o Texas cresceu 5,2%, mais do que qualquer estado dos EUA, além de Dakota do Norte, e mais que o dobro da taxa de crescimento global do país. Qual seria a lição que outras partes do mundo com um crescimento lento ou estagnado poderiam aprender com o norte do Texas e com o estado em geral?

O Texas é especial sob diversos aspectos. O estado tem várias cidades extremamente prósperas como San Antonio, Austin e Dallas-Fort Worth. Não só os muito ricos e os fascinados por tecnologia estão se beneficiando com a prosperidade do Texas. As famílias de classe média também estão tendo oportunidade de enriquecer. Para os moradores essa prosperidade é resultado da combinação de um governo eficiente e sem uma burocracia excessiva, preços reduzidos e uma atitude que incentiva os negócios. Além disso, o Texas é um dos sete estados dos EUA sem imposto de renda de pessoa física e um dos seis estados isentos de imposto de renda de pessoa jurídica.

Fontes:
The Economist - Boomtown, USA

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *