Início » Internacional » O que se sabe até agora sobre a família Turpin
ESTADOS UNIDOS

O que se sabe até agora sobre a família Turpin

Casal acusado de manter seus 13 filhos em cativeiro está detido, enquanto os jovens estão recebendo tratamento médico

O que se sabe até agora sobre a família Turpin
Foto da família em rede social (Foto: Facebook/David Turpin)

É difícil para quem vê as fotos nas redes sociais da sorridente família Turpin, pensar que aquela família que parecia tão feliz nos retratos, na verdade, guardava um segredo tão assustador. O casal Louise Anna Turpin, de 49 anos, e David Allen Turpin, de 57 anos, está sendo acusado de manter seus 13 filhos, com idades entre 2 e 29 anos, em cativeiro em sua própria casa em Perris, na Califórnia.

A história foi revelada após uma das filhas do casal, uma jovem de 17 anos, ter conseguido fugir da casa pela janela no último domingo, 14. A jovem ligou para a polícia com um celular desativado encontrado na casa – mesmo desativado, os celulares conseguem fazer ligações de emergência – e disse que seus irmãos estavam em cativeiro. A jovem tinha fotos como provas. Seis de seus irmãos são menores de idade.

A polícia foi então até a casa da família, que fica a cerca de 95 quilômetros de Los Angeles. A cena que os policiais encontraram foi de alguns dos irmãos da jovem amarrados com correntes e cadeados. Segundo as autoridades, eles estavam “em um ambiente sombrio e com mau cheiro. As vítimas aparentavam estar desnutridas e muito sujas”. Segundo o chefe de polícia do condado de Riverside, Greg Fellows, o casal pareceu não entender o motivo pelo qual a polícia estava ali na sua casa.

Agora, os vizinhos se perguntam se deveriam ter desconfiado daquela família. Segundo um vizinho que conversou com a agência de notícias Reuters, os Turpin “eram uma daquelas [famílias] sobre a qual realmente não se sabia nada”.

O casal está detido sob fiança de US$ 9 milhões (cerca de R$ 29 milhões) cada. Eles são acusados de tortura e de colocar menores de idade em risco. “Como vocês podem bem imaginar, ter 17 anos, mas aparentar 10, estar acorrentado a uma cama, estar desnutrido e ter lesões associadas a isso é o que eu chamaria de tortura”, explicou o chefe de polícia Greg Fellows. Até agora não foram encontradas evidências de abuso sexual ou doença mental, mas Fellows ressaltou que este é apenas o início da investigação.

Segundo registros públicos, o casal viveu no Texas por anos e se mudou para Califórnia em 2010. Anna Turpin não tinha renda e trabalhava como dona de casa, enquanto David Turpin era engenheiro da empresa Northrop Grumman. Apesar de seu emprego ser bem remunerado, sustentar uma família com 13 filhos não parecia ser uma tarefa fácil. Segundo os registros, a família decretou falência duas vezes. Em 2011, David ganhou mais de US$ 140 mil (cerca de R$ 451 mil) no ano, mas as despesas da família, segundo dados bancários, excederam em mais de US$ 1 mil (R$ 3,2 mil) por mês.

Educados em casa

Segundo os avós das crianças, James e Betty Turpin, seus netos eram educados em casa. Eles asseguraram que os netos recebiam uma “educação escolar muito rigorosa em casa”, e que tinham de decorar grandes passagens da Bíblia.

Segundo o Departamento de Educação da Califórnia, David é registrado como diretor da Sandcastle Day School, uma escola privada, que abriu em março de 2011, e que, segundo o site, conta com seis estudantes matriculados em séries diferentes. Fellow diz que, aparentemente, apenas as crianças das famílias eram educadas ali. É importante lembrar que, na Califórnia, as escolas particulares não fazem parte da jurisdição do Departamento de Educação. Logo, o Estado não pode monitorá-las ou avaliá-las. Além disso, os professores não precisam ter nenhuma qualificação validada pelo estado.

Os avós dizem que acharam os netos “magros” quando os visitaram pela última vez há quatro ou cinco anos, mas que pareciam ser uma “família feliz”. Eles alegaram também que falavam com a família por telefone.

O chefe de polícia diz que é muito cedo para dizer se há um elemento religioso envolvido no crime. Agora, os jovens estão recebendo tratamento para enfrentar a desnutrição. “Eles são muito amigáveis, estão cooperando muito e eu acredito estejam esperançosos de que a vida deles vai melhorar”, disse Mark Uffer, do centro médico Corona, onde os filhos maiores de idade estão sendo tratados.

Fontes:
BBC-O que se sabe sobre os Turpin, a 'família feliz' que manteve os 13 filhos presos na Califórnia
Independent-Turpin family latest: Mother 'perplexed' by police inspection after having no prior contact with authorities
CNN-Found shackled and emaciated, children of torture suspects are freed

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *