Início » Internacional » Obama anuncia novo nome para Suprema Corte
ESTADOS UNIDOS

Obama anuncia novo nome para Suprema Corte

Líderes republicanos querem barrar indicação que tem que ser confirmada pelo Senado

Obama anuncia novo nome para Suprema Corte
Suprem Corte dos Estados Unidos (Foto: Wikimedia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Na última quarta-feira, 16, o presidente americano Barack Obama anunciou o nome de seu escolhido para suceder o juiz Antonin Scalia na Suprema Corte, morto em fevereiro. Obama escolheu Merrick Garland, um juiz moderado e com longa experiência em Washington. O presidente pediu à oposição republicana para que não bloqueie o processo de confirmação de Garland.

A Suprema Corte americana é composta por nove magistrados. Antes da morte de Scalia, ela era de maioria conservadora — composta por cinco conservadores e quatro liberais. Portanto, o voto de cada um é crucial. Scalia era um dos defensores mais fervorosos do conservadorismo. Ele era um grande defensor do “originalismo”, uma doutrina que argumentava que a Constituição não poderia ser mudada nem estar sujeita a interpretações “modernas”. Scalia era contra o aborto e o casamento entre casais do mesmo sexo.

Garland, formado pela Universidade Harvard, estava na lista de juízes considerados pelo presidente para substituir Scalia porque seu nome já havia sido estudado nas duas ocasiões anteriores em que Obama designou um juiz. Garland é presidente da Corte de Apelação de Washington, e obteve um importante apoio do Partido Republicano quando foi proposto para o cargo.

Agora que Obama fez a sua indicação, resta que o Senado a confirme. Contudo, o Senado tem maioria republicana, e os líderes deste partido já anunciaram que se negam a considerar qualquer dos designados por Obama para o posto. Candidatos à presidência exigem que seja o próximo presidente quem tome a decisão. A Casa Branca, por sua vez, prepara há várias semanas uma ofensiva em que tentará pressionar os senadores para que “façam seu trabalho”.

Para o presidente americano, negar uma audiência a Garland é uma “traição” aos valores constitucionais e representa uma “abdicação” das responsabilidades do Senado.

 

Fontes:
El País-Obama anuncia seu candidato para a Suprema Corte

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *