Início » Internacional » Obama convida à Casa Branca jovem que teve relógio confundido com bomba
Indignação nos EUA

Obama convida à Casa Branca jovem que teve relógio confundido com bomba

Ahmed Mohamed, de 14 anos, fabricou um relógio para a aula de engenharia, mas foi preso após o dispositivo ser confundido com uma bomba

Obama convida à Casa Branca jovem que teve relógio confundido com bomba
‘Para mim, não parecia uma bomba. Eu só queria mostrar meus conhecimentos’, lamentou o jovem (Foto: Twitter)

O caso do adolescente muçulmano Ahmed Mohamed, preso após ter o relógio que criou para a aula de ciências confundido uma bomba, gerou revolta e indignação até mesmo do presidente Barack Obama e do CEO do Facebook, Mark Zuckerberg.

Leia mais: Polícia prende jovem muçulmano após confundir relógio com bomba

Ahmed Mohamed, de 14 anos, levou o relógio digital feito por ele mesmo para a escola na última segunda-feira, 14. O dispositivo seria apresentado ao professor de engenharia, mas acabou apitando dentro da mochila do jovem durante a aula de inglês. Ao ver o relógio, o professor da disciplina disse: “Isso parece uma bomba” e encaminhou o menino a sala do diretor, onde ele foi revistado, interrogado por cinco policiais e teve o dispositivo e um tablet apreendidos. Em seguida, Ahmed foi levado a um centro de detenção juvenil, onde teve as digitais colhidas.

Após ficar comprovado que se tratava apenas de um relógio, a polícia declarou o caso encerrado. A corporação, no entanto, negou que a prisão tenha sido fruto de preconceito, afirmando que o procedimento teria sido o mesmo com qualquer aluno.

Ao jornal Dallas Morning News, Ahmed lamentou o episódio. “Para mim, não parecia uma bomba. Eu só queria mostrar meus conhecimentos”, disse Ahmed que, segundo amigos e familiares, sempre foi apaixonado por tecnologia.

O caso gerou revolta em todo o país. Em sua conta no Twitter, o presidente americano, Barack Obama, elogiou o jovem e o convidou para ir à Casa Branca participar do evento Noite de Astronomia, previsto para o próximo sábado, 19. O evento ocorre anualmente na Casa Branca e reúne cientistas, engenheiros, astronautas e estudantes. “Muito legal o relógio, Ahmed. Quer trazer ele pra Casa Branca? Nós precisamos estimular crianças como você a gostar de ciências”, disse o presidente.

Nas redes sociais, foi criada uma campanha em apoio ao adolescente chamada #IStandWithAhmed (“Eu apoio Ahmed”). Em seu perfil no Facebook, Mark Zuckerberg convidou Ahmed a visitar  a sede da emrpesa, no Vale do Silício. “Ter a habilidade e a ambição de construir algo legal deve levar a aplausos, não à prisão. O futuro pertence a pessoas como Ahmed.”

Fontes:
Estadão-Jovem muçulmano é preso nos EUA após professor confundir relógio com bomba

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *