Início » Internacional » Obama defende direito dos gays no Quênia
Visita de Obama

Obama defende direito dos gays no Quênia

Mesmo com advertência dos quenianos, Obama fala sobre questão polêmica

Obama defende direito dos gays no Quênia
Obama defende direitos iguais aos gays (Foto: Wikimedia)

Apesar do presidente americano Barack Obama ter sido advertido pelos políticos quenianos a não abordar o tema, ele defendeu os direitos iguais aos gays durante sua visita ao país. No Quênia e em várias outras nações na África, é ilegal ser homossexual, o que pode levar a 14 anos de prisão.

O presidente americano foi questionado sobre o assunto durante uma coletiva de imprensa junto com Uhuru Kenyatta, presidente do Quênia. Kenyatta, por sua vez, respondeu que esta não é uma questão dos Estados Unidos e que o direito dos gays não é o problema mais importante dos quenianos.

Fontes:
Estado de S. Paulo-Ao lado do presidente do Quênia, Obama defende direitos iguais aos homossexuais

3 Opiniões

  1. Ludwig Von Drake disse:

    I – Os discursos do Presidente dos USA são redigidos por “marketeiros” nos porões da Casa Branca. A série televisiva “The west wings” mostra isso….

    II – Uma das características da pós-modernidade é vulgarizar o necessário, e depois torná-lo universal. Explico: é fazer a maioria perder tempo com bobagens e induzi-la a acreditar que está fazendo uma grande coisa.

  2. André Luiz D. Queiroz disse:

    Roberto Henry,
    Ora!, Obama não fez essa defesa dos direitos dos gays preocupado com a situação dos homossexuais no Quênia ou em qualquer outro país; ele fez foi ‘jogar pra torcida’ do próprio país, quis ser ‘simpático à causa’ perante a comunidade gay americana — essa sim é que conta (para ele, como politico)! Afinal, trata-se de um eleitorado numeroso, com elevado poder aquisitivo, e cada vez mais influente na sociedade e política americanas. Obama sabia perfeitamente que expressar sua posição pelos direitos civis dos gays (no que concordo com ele) seria rechaçado pelo colega queniano, o qual também expressou de forma bastante adequada sua posição, firme mas sem bater de frente (e que também joga para seu eleitorado, ainda intolerante com o homossexualismo).
    Não sei se Obama é sincero em suas declarações, ou se apenas faz o jogo político. Mas acho que defender os direitos civis de minorias (de etnia, gênero, orientação sexual, religiosa, etc) não tem nada de ‘esquerdismo’; é antes uma postura ‘republicana’ e de respeito ao que diz a uma Constituição que proclama a igualdade de todos perante a lei e a dignidade do ser humano! Não é necessário ser gay, ‘GLS’ ou ‘de esquerda’ para pensar assim, basta respeitar os outros. Para que todos vivam em paz!
    Eu penso assim.
    Abraços!

  3. Roberto Henry Ebelt disse:

    Esquerdista é fogo.
    Qualquer defensor de qualquer ideologia é fogo.
    Estão constantemente, para não dizer SEMPRE, sem o menor pejo, empurrando, como missionários mórmons, sua ideologia para cima dos outros.
    Jamais ouviram falar em desconfiômetro. Haja paciência para com esses infelizes.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *