Início » Internacional » Obama diz que EUA superaram anos de dificuldades econômicas
discurso do Estado da União

Obama diz que EUA superaram anos de dificuldades econômicas

Em discurso do Estado da União, presidente norte-americano também pediu união ao Congresso

Obama diz que EUA superaram anos de dificuldades econômicas
Discurso anual do Estado da União no capitólio (Fonte: Reprodução/Reuters)

Em seu discurso do Estado da União, na noite desta terça-feira, 20, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse que o país superou os anos de guerra e de dificuldades econômicas.

“Se passaram 15 anos deste novo século, 15 anos que começaram com um ataque terrorista em nossas costas que criaram duas guerras, longas e custosas, e que viram uma selvagem recessão que se expandiu pelo país e o mundo. Foi e continua sendo um tempo difícil para muitos, mas esta noite viramos esta página”, afirmou Obama.

O presidente norte-americano falou também sobre o crescente abismo entre ricos e pobres no país, e desafiou os legisladores: “Aceitaremos uma economia onde apenas alguns poucos de nós vão espetacularmente bem? Ou vamos nos comprometer com uma economia que gera renda e oportunidades crescentes para todos que se esforçam? […] O veredicto é claro: a economia para as classes médias funciona”.

Obama também pediu união ao Congresso, ressaltando que os partidos Democrata e Republicano devem trabalhar trabalhar juntos para resolver alguns problemas do país.

O presidente defendeu ainda o fim do embargo econômico a Cuba, acabando desta forma com “um legado de desconfiança em nosso hemisfério”.

A luta contra o Estado Islâmico também foi lembrada por Obama, que pediu poderes adicionais ao Congresso para utilizar a força militar contra o grupo jihadista que controla um grande território entre Iraque e Síria.

“Em vez de sermos arrastados para uma nova guerra no Oriente Médio, estamos liderando uma ampla coalizão, que inclui nações árabes, para desgastar e finalmente derrotar este grupo terrorista [Estado Islâmico]”, afirmou o presidente dos EUA.

Obama também condenou o “deplorável antissemitismo que tem ressurgido em certas partes do mundo”, e rejeitou os “estereótipos ofensivos sobre os muçulmanos”.

Fontes:
Uol - Obama proclama sucesso econômico dos EUA e defende fim do embargo a Cuba

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *