Início » Internacional » Obama diz que governo etíope foi ‘eleito democraticamente’
Diplomacia

Obama diz que governo etíope foi ‘eleito democraticamente’

Apesar do pedido de organizações dos direitos humanos, o presidente americano usou tom ameno em seus discursos na Etiópia

Obama diz que governo etíope foi ‘eleito democraticamente’
Pleito no país africano foi marcado por dificuldades impostas à oposição e por falta de liberdade de expressão (Foto: Wikimedia)

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse duas vezes nesta segunda-feira, 27, que o governo etíope foi democraticamente eleito, apenas dois meses depois das eleições que deram todos os assentos do Parlamento ao partido governista e seus aliados.

Apesar de os grupos de defesa dos direitos humanos pedirem a Obama para pressionar o governo etíope por mudanças, o presidente americano adotou um tom ameno em seus discursos públicos. Ele pediu gentilmente aos líderes para que deem espaço à oposição, enquanto reforçava seu respeito ao país e aos desafios enfrentados após longos anos de monarquia e autocracia.

“Estamos muito conscientes da história da Etiópia, as dificuldades que este país tem atravessado. A Constituição foi formada há relativamente pouco tempo e as eleições apresentaram um governo democraticamente eleito. Ainda há mais trabalho a fazer, e acho que o primeiro-ministro reconhece isso”, disse Obama em uma coletiva de imprensa, junto ao premier Hailemariam Desalegn.

Problemas no pleito

As eleições, em maio, foram condenadas por grupos de direitos humanos. Segundo eles, o resultado foi imposto, pois o governo dificultou o registro, a arrecadação de verbas e a aquisição de militantes para os candidatos da oposição. Manifestantes pacíficos foram proibidos, perseguidos e presos. Agências de notícias foram fechadas e os repórteres ameaçados ou presos.

Diplomatas americanos tiveram o credenciamento de observadores negado e foram proibidos formalmente de acompanhar o processo, disse o Departamento de Estado dos EUA. Os únicos diplomatas que puderam acompanhar a eleição foram os da União Africana. O Departamento de Estado americano disse, na época, que o pleito foi confuso e os fiscais dos partidos de oposição foram barrados em alguns lugares.

“A recente eleição na Etiópia foi tudo, menos democrática. Pode não ter havido violência generalizada ou flagrante adulteração de urnas no dia da eleição, mas a repressão sistemática de direitos básicos tornou extremamente improvável que os etíopes se sentissem seguros o suficiente para expressar-se, especialmente se a expressão incluísse críticas ao governo”, disse a diretora do Observatório de Direitos Humanos de Washington, Sarah Margon.

Conflito de Interesses

Viagens a países com governos repressivos, muitas vezes representam um desafio ao presidente Barack Obama, que precisa equilibrar os interesses americanos com a promoção da democracia e dos direitos humanos. A Etiópia tem sido importante no combate ao Shabab, um braço da Al Qaeda com sede na Somália. Os etíopes também são um forte aliado na resolução de problemas étnicos no Sudão do Sul.

Fontes:
NY Times-Obama, in Ethiopia, Calls Its Government ‘Democratically Elected’

1 Opinião

  1. Ludwig Von Drake disse:

    Obama já confessou, para inúmeros interlocutores, que foi usuário da canabis sativa quando era jovem . . . deve estar com crise de abstinência, ou tendo uma recaída.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *