Início » Internacional » Ocidente e Irã perto de um acordo nuclear
Otimismo em Genebra

Ocidente e Irã perto de um acordo nuclear

Secretário de Estado americano John Kerry vai a Genebra com a intenção de finalizar um acordo para congelar o programa nuclear iraniano em troca de alívio de sanções contra o país

Ocidente e Irã perto de um acordo nuclear
Governo Obama vê negociação com novo presidente iraniano com bons olhos (Reprodução/Internet)

Depois de anos de negociações infrutíferas, diplomatas ocidentais e iranianos estão à beira de um acordo para paralisar o programa nuclear de Teerã em troca de flexibilização de algumas sanções econômicas contra o país.

O secretário de Estado americano John Kerry está a caminho de Genebra nesta na sexta-feira, 8, a convite de Catherine Ashton, chefe de política externa da União Europeia, que pediu sua ajuda para “diminuir as diferenças”, disse um alto funcionário do Departamento de Estado. Se isso der certo, o pacto pode ser anunciado no final do dia, segundo as autoridades iranianas.

A primeira fase do acordo exige a suspensão de todos os esforços nucleares do Irã por até seis meses em troca de alívio limitado de sanções, que podem incluir o acesso iraniano a bens congelados no exterior. Se o Irã não cumprir as normas da comunidade internacional, as sanções poderão ser aumentadas, ou coisa pior, disse Kerry.

Os defensores dizem que o acordo tem o potencial não apenas de impedir que o Irã construa uma arma nuclear, mas também de abrir o caminho para uma aproximação histórica entre as nações. Os críticos já o estão considerando um fracasso. Na quinta-feira, 7, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu chamou o acordo de “erro histórico grave”, que irá permitir que o Irã continue a enriquecer urânio e a preservar a opção de desenvolver armas nucleares enquanto mina o apoio da comunidade internacional a sanções econômicas.

 

 

Fontes:
The New York Times - West and Iran Seen as Nearing a Nuclear Deal

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Roberto1776 disse:

    Negociar com líderes religiosos já é um grave erro, pois religiosos imaginam que carregam a VERDADE no bolso.
    Agora negociar com líderes islamitas, muçulmanos, xiitas, talibãs e assemelhados é a mais completa prova que os americanos não estão bem da cabeça.
    Os democratas NÃO APRENDEM NUNCA. Parecem até petistas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *