Início » Internacional » OEA aprova resolução que pode resultar na suspensão da Venezuela
ORGANISMO INTERAMERICANO

OEA aprova resolução que pode resultar na suspensão da Venezuela

Resolução considera ilegítimas as eleições presidenciais que reelegeram Nicolás Maduro

OEA aprova resolução que pode resultar na suspensão da Venezuela
Um total de 19 países votaram a favor da resolução (Fonte: Reprodução/Pixabay)

A Organização de Estados Americanos (OEA) aprovou nesta terça-feira, 5, uma resolução que abre caminho para suspender a Venezuela.

A resolução considera ilegítimas as eleições presidenciais que reelegeram Nicolás Maduro no último dia 20 de maio. Um total de 19 países votaram a favor da resolução, quatro votaram contra e 11 se abstiveram, incluindo Equador, Uruguai e Nicarágua. Eram necessários pelo menos 18 votos para o documento ser aprovado.

O documento, aprovado por EUA, os 14 países do Grupo de Lima, República Dominicana, Bahamas, Jamaica e Barbados, destaca que as eleições não contaram com garantias para ser considerado um processo livre.

O chanceler de Venezuela, Jorge Arreaza, chamou a resolução de “uma fraude”, e ressaltou que os “que aprovaram esta resolução também estão apoiando uma possível intervenção militar em Venezuela”.

A suposta suspensão da Venezuela não é, no entanto, imediata. A aprovação da resolução apenas abre caminho para o processo. Para que a suspensão de fato aconteça é necessário convocar uma sessão extraordinária da Assembleia Geral para discutir o tema, o que, por sua vez, depende do respaldo de dois terços dos Estados, ou 24 dos 35 votos (Cuba não participa).

Posteriormente, já no caso de um debate na Assembleia Geral Extraordinária, seriam necessários novamente 24 votos para que a Venezuela seja suspensa do organismo interamericano.

Fontes:
El País - OEA abre caminho para suspender a Venezuela

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *