Início » Internacional » Onda de calor gera transtornos na Europa
TEMPERATURAS ACIMA DE 40°C

Onda de calor gera transtornos na Europa

Por conta do calor extremo, França e Espanha suspendem aulas escolares, enquanto Alemanha restringe circulação de veículos nas estradas

Onda de calor gera transtornos na Europa
Embora o evento seja natural, ele vem ocorrendo com mais frequência devido às mudanças climáticas (Foto: Unesco)

A França está começando a fechar dezenas de escolas por causa da onda de calor que afeta a Europa, com temperaturas esperadas acima de 40ºC em algumas regiões nesta quinta-feira, 27.

Cerca de 50 escolas na região de Essonne, ao sul de Paris, estão sendo fechadas, já que não dispõem de ar-condicionado suficiente. Na quinta-feira, 27, a francesa BFMTV disse que escolas também serão fechadas nas regiões de Val-de-Marne e Seine-et-Marne, perto de Paris.

Em partes do nordeste da Espanha, o calor deve chegar a 45ºC na próxima sexta-feira, 28. Alemanha e Itália ainda estão abaixo dos 40ºC. A temperatura na Suíça também é alta, mas as autoridades insistem que as escolas permaneçam abertas, porque os pais que trabalham não podem cuidar de seus filhos durante o dia.

As autoridades francesas decidiram que, em Paris e em Lyon, apenas os veículos menos poluentes seriam permitidos nas estradas a partir de quarta-feira. Paris é especialmente propensa a poluição no tempo quente.

A França foi traumatizada por uma onda de calor em 2003, que foi responsável por 15.000 mortes. Quase toda a França está agora em alerta laranja – o segundo maior nível de alerta depois do vermelho – com as autoridades locais emitindo conselhos sobre como manter a calma.

No estado da Saxônia-Anhalt, no leste da Alemanha, os limites de velocidade foram impostos às rodovias devido ao risco de danos causados pelo calor severo às superfícies das estradas.

Embora eventos climáticos extremos como as ondas de calor ocorram naturalmente, os especialistas dizem que isso acontecerá com mais frequência por causa da mudança climática. Registos de temperatura que remontam ao final do século XIX mostram que a temperatura média da superfície da Terra aumentou cerca de um grau Celsius desde a industrialização.

Um instituto de climatologia em Potsdam, na Alemanha, diz que os cinco verões mais quentes da Europa desde 1.500 foram no século XXI. Os cientistas estão preocupados que o rápido aquecimento induzido pelo homem tenha sérias implicações para a estabilidade do clima do planeta.

Fontes:
BBC-France heatwave: Paris region closes schools

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *