Início » Internacional » Onde estão os curdos nos protestos contra Erdogan?
alheios à situação

Onde estão os curdos nos protestos contra Erdogan?

Conhecidos pela militância antigoverno, os curdos estão ausentes nos protestos da Turquia

Onde estão os curdos nos protestos contra Erdogan?
Ausência curda enfraquece manifestações (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Enquanto a revolta de milhares de turcos ecoa por diversas cidades da Turquia, um grupo em particular vem se mostrando alheio à caótica situação: os curdos.

Acostumados ao gás lacrimogênio e à brutalidade policial que há décadas reprimem suas manifestações por independência, os curdos representam cerca de 20% da população turca e têm experiência de sobra em protestos. Mais do que isso, eles são temidos pelo governo.

Leia também: Erdogan: democrata ou sultão?
Leia também: Curdos da Síria se unem a rebeldes contra Assad

A ausência dos curdos nos protestos está irritando os manifestantes turcos. Segundo eles, os curdos sempre demonstraram ser um grupo de esquerda e antigoverno, mas, na verdade, sua causa é meramente étnica. Alguns vão ainda mais longe e acusam os curdos de estarem a favor de Erdogan para não prejudicar o andamento da negociação de paz com o primeiro-ministro. Desde o fim do ano passado a guerrilha curda discute um acordo de cessar-fogo com o governo.

A verdade é que muitos curdos não se sentem parte do que está acontecendo na Turquia. Eles desconfiam dos movimentos nacionalistas e questionam se faz sentido apoiar um povo que nunca ofereceu apoio à sua causa. “Os curdos enfrentaram bombas de gás em manifestações pacíficas e não tiveram o apoio dos turcos”, diz o economista curdo Ramazan Tunc.

Talvez os protestos reprimidos por Erdogan façam os turcos entenderem o que os curdos enfrentam e abra os olhos da sociedade para a situação de uma etnia em busca de liberdade.

Fontes:
The New Yorker-IN TAKSIM SQUARE, WHERE ARE THE KURDS?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *