Início » Internacional » ONG expõe gravidade da crise humanitária na Venezuela
ESCASSEZ DE PRODUTOS

ONG expõe gravidade da crise humanitária na Venezuela

Human Rights Watch afirmou que escassez de produtos básicos na Venezuela é equivalente à de um país em guerra

ONG expõe gravidade da crise humanitária na Venezuela
Filas já passaram a fazer parte do cotidiano da população na Venezuela (Fonte: Reprodução/libertar.in)

Em relatório divulgado nesta segunda-feira, 24, a ONG Human Rights Watch expôs a gravidade da crise humanitária na Venezuela e afirmou que a escassez de produtos básicos no país é equivalente à de uma nação em guerra.

Leia também: Parlamento da Venezuela acusa Maduro de golpe
Leia também: Venezuela adia coleta de assinaturas para convocar referendo

As filas já passaram a fazer parte do cotidiano da população na Venezuela. Para comprar farinha de trigo, leite e arroz pode ser necessário esperar mais de 12 horas. O setor de saúde também está enfrentando sérias dificuldades: faltam antibióticos, analgésicos, seringas ou bisturis.

Ainda de acordo com a ONG, a ajuda humanitária proveniente de organismos internacionais poderia aliviar a crise no país em pouco tempo, com envio de remédios e alimentos. A questão é que o governo venezuelano não solicita ajuda.

José Miguel Vivanco, diretor da Human Rights Watch, ressalta que a incapacidade de Caracas em enfrentar a crise só mudará quando países latino americanos fizerem pressão sobre o governo venezuelano.

O Parlamento da Venezuela, que é controlado pela oposição, acusou, no último domingo, 23, o governo do presidente Nicolás Maduro de golpe de Estado após a suspensão do processo de referendo que poderia tirá-lo do poder.

Fontes:
Jornal Nacional - Crise de produtos na Venezuela é igual à de país em guerra, diz ONG

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *