Início » Internacional » ONU não consegue levantar dinheiro para combater a cólera que causou
NAÇÕES UNIDAS

ONU não consegue levantar dinheiro para combater a cólera que causou

A epidemia no Haiti foi causada por um membro das Forças de Paz da organização em 2010

ONU não consegue levantar dinheiro para combater a cólera que causou
A doença é transmitida principalmente pela ingestão de água ou alimentos contaminados por fezes ou vômitos de doente ou portador (Foto: ONU)

Quando o ex-secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, pediu desculpas aos haitianos pela epidemia de cólera causada por um membro das Forças de Paz contaminado, ele prometeu levantar US$ 400 milhões em um fundo fiduciário para combater a doença.

A estratégia de lutar contra a epidemia, entretanto, falhou. Segundo os últimos dados do site das Nações Unidas, só há cerca de US$ 2 milhões no fundo. Apenas seis dos 193 estados membros (Reino Unido, Chile, França, Índia, Liechtenstein e Coreia do Sul) doaram dinheiro.

Outros países chegaram a fornecer fundos adicionais de ajuda para o Haiti. O Canadá ajudou com cerca de US$ 4,6 milhões e Japão, com US$ 2,6 milhões. No entanto, o valor total nem chega perto do proposto por Ban Ki-moon.

O sucessor de Ban Ki-moon, António Guterres, mandou uma carta para os estados-membros no mês passado pedindo ajuda para o fundo fiduciário até 6 de março. Ele também comentou a possibilidade de haver uma contribuição obrigatória caso não houvesse ofertas. O prazo passou e não houve muita resposta. Diplomatas e autoridades das Nações Unidas disseram que Guterres engavetou a ideia da obrigatoriedade, porque houve bastante resistência de membros poderosos da organização, incluindo os Estados Unidos.

Diplomatas disseram que parte do problema seria a relutância de países em se comprometer financeiramente sem ter certeza de como o dinheiro seria usado efetivamente.

A tentativa de levantar fundos para o Haiti se complicou com a intenção do governo Trump de cortar gastos com ajuda internacional. Os Estados Unidos, historicamente, lideram a ajuda ao Haiti. O país também é o maior financiador das Nações Unidas.

A cólera causa diarreia grave e pode causar desidratação fatal se não for tratada rapidamente. A doença já matou cerca de dez mil pessoas e já afetou outra 800 mil no Haiti desde 2010, quando o membro das Nações Unidas chegou infectado no país . Neste ano, até o final de fevereiro, já havia cerca de dois mil novos casos relatados. Apesar da doença não apresentar números tão alarmantes como outros desastres, a epidemia foi resultado direto de uma falha das Nações Unidas.

 

 

Fontes:
The New York Times-After Bringing Cholera to Haiti, U.N. Can’t Raise Money to Fight It

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *