Início » Internacional » ONU pede a liberdade de presos políticos na Venezuela
prisões arbitrárias

ONU pede a liberdade de presos políticos na Venezuela

Segundo a ONU, 'a detenção prolongada e arbitrária de opositores políticos e manifestantes está causando cada vez mais uma preocupação internacional'

ONU pede a liberdade de presos políticos na Venezuela
Para Zeid Ra’ad Ak Hussein, o novo Alto Comissário da ONU para Direitos Humanos, é preocupante a situação que vive o país (Reprodução/Internet)

Nesta segunda-feira, 20, o Alto Comissariado da ONU para Diretos Humanos acusou o governo da Venezuela de prender ao menos 3,3 mil pessoas, após os protestos contra o governo de Nicolás Maduro desde fevereiro. A entidade também pediu a libertação de 69 pessoas que foram presas de forma arbitrária.

Segundo o comunicado, a ONU recebeu informações de que mais de 3,3 mil pessoas foram presas, incluindo menores de idade, que foram detidas em breves períodos, de fevereiro a julho. Mais de 150 casos de tortura foram relatados. Ainda segundo a ONU, pelo menos 43 pessoas morreram durante os protestos, incluindo um fiscal e nove integrantes das forças de segurança. “Jornalistas e defensores de direitos humanos também denunciaram ameaças, ataques e intimidação”, constatou a entidade.

Para Zeid Ra’ad Ak Hussein, o novo Alto Comissário da ONU para Direitos Humanos, é preocupante a situação que vive o país, diante da prisão do líder oposicionista Leopoldo López. “A detenção prolongada e arbitrária de opositores políticos e manifestantes está causando cada vez mais uma preocupação internacional”, alertou. “Essa situação apenas exacerba a tensão no país.”

Em setembro, a ONU declarou que as prisões de Leopoldo López e de Daniel Ceballos -ex-prefeito de San Cristóbal- foram arbitrárias. “Exorto às autoridades venezuelanos a liberar imediatamente López e Ceballos, e todos aqueles detidos por exercer seu legítimo direito a expressar-se e protestar pacificamente”, apelou Zeid. “Também peço às autoridades que assegurem o devido processo em todos os casos na Justiça, em conformidade com os padrões internacionais.”

 

Fontes:
Estadão-ONU pede que Caracas solte 69 presos de forma arbitrária em protestos

1 Opinião

  1. Rafael de Souza disse:

    E tem gente que deseja isso para o Brasil. Fora PT, e caia em esquecimento.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *