Início » Internacional » Oregon autoriza venda de maconha para uso recreativo
Liberação nos EUA

Oregon autoriza venda de maconha para uso recreativo

O estado é o terceiro a autorizar a venda nos EUA. Qualquer pessoa maior de 21 anos pode comprar até 7 gramas da droga

Oregon autoriza venda de maconha para uso recreativo
A liberação da droga em Oregon pode se tornar um grande atrativo turístico do estado (Foto: Wikipedia)

O estado americano de Oregon legalizou a venda de maconha para uso recreativo nesta quinta-feira, 1º. O estado se tornou o terceiro dos Estados Unidos a liberar a venda recreativa da droga, se juntando a Washington e Colorado. A venda da maconha permanece ilegal pela lei federal dos Estados Unidos.

A droga já é vendida em cerca de 200 dispensários médicos para os residentes de Oregon. Qualquer pessoa que tiver mais de 21 anos está autorizada a comprar até 7 gramas desidratadas da erva para consumo próprio.

A editora da revista Cannabis Daily Record, Sue Vorenber, afirma que as melhores variedades da droga são encontradas em Oregon, o que pode se tornar um grande ponto turístico para o estado.

No ano passado eleitores em Oregon e Alasca aprovaram a legalização do uso e da posse da maconha. A expectativa é que lojas de comércio varejista, como as que operam em Washington e Colorado, iniciem suas operações em 2016. Durante 2015 o uso recreativo não será taxado.

Atualmente, 23 estados norte-americanos permitem a utilização médica da droga, apesar de a lei federal proibir. A legalização será votada em Ohio em novembro deste ano e em outros estados em 2016.

Apesar da liberação, cerca de 30 municípios em Oregon decretaram proibição e outros vêm limitando o comércio da cannabis. “Nós perdemos a guerra contra a maconha”, disse o comissário do condado de Klamath, Jim Bellet, no mês passado, quando votou a favor da proibição.

Fontes:
Reuters - Oregon becomes third U.S. state to allow recreational marijuana sales

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *