Início » Vida » Ciência » Os meses mais cruéis
Estações

Os meses mais cruéis

Índices de mortalidade históricos mostram que os meses mais frios do ano nem sempre foram os mais letais

Os meses mais cruéis
No século XI, 118 morreram no verão para cada 100 que morreram no inverno (Reprodução/Internet)

O inverno é a estação mais mortal do ano. No ano passado, na Inglaterra e no País de Gales, houve mais de 30 mil “mortes excessivas” atribuídas ao frio. Mas nem sempre foi assim — pelo menos não entre os nobres, o grupo do qual se tem registros mais completos. Em um estudo recente para a Sociedade Europeia de Economia Histórica, Neil Commins da London School of Economics mostra que o verão costumava ser muito pior.

Cummins examinou informações sobre 1,3 milhões de nobres europeus, desde o primeiro milênio DC, e identificou as datas, ou pelo menos a estação, das mortes de pelo menos 230 mil desses. No século XI, o primeiro com números estatisticamente relevantes, 118 morreram no verão para cada 100 que morreram no inverno. Essa relação foi mais extrema no século XIV, com 153 no verão. Mas já no século XVIII esse número caiu para 89. Desse ponto em diante, o verão passou a ter menos mortes. No século XX apenas houve apenas 81 mortes no verão para cada 100 mortes no inverno.

Há duas razões prováveis para tantas mortes durante os meses do verão. A primeira é a inclinação desses grupos da nobreza a envolver-se em guerras, então uma atividade mais comum durante o verão. A segunda são doenças, a peste bubônica em particular. O calor favoreceria os ratos que (através das pulgas que carregavam) transmitiam a peste. E a maior peste do último milênio foi a Morte Negra no século XIV, que matou cerca de um terço da população europeia. Só no século XVIII, com o fim das pragas e as guerras delegadas a soldados profissionais, é que o verão se tornou a estação mais segura.

 

Fontes:
The Economist - The cruellest month

1 Opinião

  1. Joma Bastos disse:

    Já agora, qual o mês que tem mais homicídios no Brasil? E qual a taxa de homicídios no Brasil?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *