Início » Internacional » Os países desenvolvidos precisam ajudar mais os refugiados da Síria e do Iraque
Guerra Civil

Os países desenvolvidos precisam ajudar mais os refugiados da Síria e do Iraque

O Alto Comissariado e outras agências de ajuda humanitária estão tentando enfrentar a situação dramática causada pela guerra civil

Os países desenvolvidos precisam ajudar mais os refugiados da Síria e do Iraque
Os confrontos que se iniciaram em março de 2011 causaram o deslocamento de quase metade da população da Síria (Reprodução/ Uol)

A guerra civil na Síria e seus reflexos no Iraque geraram a pior crise de refugiados desde a Segunda Guerra Mundial. Os confrontos que se iniciaram em março de 2011 causaram o deslocamento de quase metade da população da Síria, com 7,6 milhões de refugiados em outras regiões do país e 3,3 milhões em acampamentos no exterior.

Segundo o relatório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), em 2013 o número de refugiados e de movimentos migratórios internos no mundo inteiro chegou a 50 milhões pela primeira vez desde a década de 1940, e aumentou 6 milhões em 2012 devido à guerra civil na Síria, com 1 milhão de sírios e 2 milhões de iraquianos acrescidos a esse total desalentador.

Agora, a missão de proteger os refugiados sírios e buscar soluções para seus problemas é o trabalho mais complexo já realizado pelo ACNUR. O Alto Comissariado e outras agências de ajuda humanitária estão tentando enfrentar a situação dramática causada pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (PMA) já advertiu sobre o perigo de uma crise iminente de escassez de víveres no inverno. No início de dezembro o PMA suspendeu por algum tempo o auxílio emergencial alimentar para 1,7 milhão de refugiados sírios em países vizinhos, por falta de verbas.

Em 8 de dezembro, as Nações Unidas anunciaram um programa de captação de recursos no valor de US$16.4 bilhões para atender às necessidades humanitárias dos refugiados em diversos lugares, mais do que a soma arrecadada de $12.9 bilhões no ano passado (embora essa soma não inclua todos os programas de captação de recursos das inúmeras agências da ONU). Mais de US$7 bilhões desse total serão gastos com os refugiados sírios.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *