Início » Internacional » Os valores europeus estão em risco
ONDA NACIONALISTA

Os valores europeus estão em risco

Mas não da forma como apontam nacionalistas. A ameaça real é a erosão de princípios como democracia e integração que durante décadas regeram o continente

Os valores europeus estão em risco
Avanço nacionalista ameaça os princípios que deram à Europa relevância no mundo (Foto: Wikimedia)

No início desta semana, o presidente da França, Emmanuel Macron, fez um apelo aos europeus. Em discurso no Parlamento Europeu, Macron alertou para o crescente fascínio em relação a ideias nacionalistas e antiliberais no continente e convocou os europeus a defender a União Europeia como um bastião da democracia contra um mundo cada vez mais desordenado e perigoso.

O presidente francês foi aplaudido de pé pela maioria dos parlamentares presentes, mas recebeu o silêncio indiferente de representantes de partidos nacionalistas da França e do Reino Unido.

Em seu discurso, Macron não citou nomes. Não mencionou o líder ultraconservador da Hungria, Viktor Orban, nem o nacionalista Jaroslaw Kaczynski, da Polônia. Tampouco apontou Donald Trump e Vladimir Putin que claramente são modelos para a extrema direita europeia e para países do continente americano, como o Brasil, que observa a ascensão de Jair Bolsonaro, calcada em um discurso nacionalista verborrágico sem muita conexão com a realidade.

Segundo um editorial do New York Times, Macron não citou nomes porque isso não foi necessário. “A luta entre os valores tradicionais da democracia liberal ocidental e as novas forças do autoritarismo, intolerância e nacionalismo se tornou o desafio dos tempos. Evocando o título da bem conhecida trilogia alemã Sleepwalkers (“Sonâmbulos”, em tradução livre), de Hermann Broch, sobre a deterioração dos valores nos anos da Primeira Guerra Mundial, Macron disse: ‘Eu não quero pertencer a uma geração de sonâmbulos que se esqueceu do próprio passado. Quero pertencer a uma geração que decidiu defender vigorosamente sua democracia’”, diz o texto.

O líder mais jovem da França desde Napoleão Bonaparte, Macron, de 40 anos, chegou ao Palácio Eliseu após uma ampla vitória sobre o partido de extrema direita francês Frente Nacional, de Marine Le Pen. Sua vitória foi considerada um indício de que a onda de nacionalismo e intolerância na Europa estava se esvaindo. Porém, a recente reeleição de Viktor Orban para o terceiro mandato na Hungria, com ampla margem de vantagem, e a ascensão de partidos e parlamentares antiestablishment na Itália, com ideias similares às de Trump, sinalizaram o contrário. A onda nacionalista que afirma que os valores europeus estão em risco persiste.

Em parte, essa afirmação está correta. De fato, os valores europeus estão em risco. Mas não da forma como apontam os nacionalistas. A ameaça real é a erosão de princípios como democracia, estabilidade, segurança e prosperidade que durante décadas regeram o continente. Também está em risco a integração entre países que por anos foi crucial para a economia europeia, permitindo a expansão de mercados, o crescimento e a especialização econômica que deram ao continente europeu um maior peso e relevância no cenário global.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Beraldo disse:

    Manda esses princípios europeus “pros quintos do inferno”.

    Por causa deles é que as oligarquias políticas se enraizaram no Brasil e, quando querem, golpeiam e assumem o poder.

    Que esta Europa ai referida, pemaneça de joelhos perante os EEUU e seus asseclas históricos, como sempre esteve.

    O Brasil voltou a ser colônia dos EEUU.

    Somos governados por bandidos comprovadamente bandidos.

    E ainda vem Generais e Ministros da SUPREMA Corte ditar os rumos do Brasil.

    Que eles e a Europa se f…!!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *