Início » Internacional » Paciência é a maior virtude para uma carreira de sucesso
MERCADO DE TRABALHO

Paciência é a maior virtude para uma carreira de sucesso

A paciência é uma qualidade importante na vida profissional, assim como trabalho em equipe, liderança e comunicação

Paciência é a maior virtude para uma carreira de sucesso
A maioria das pessoas subestima o valor da paciência em uma tomada de decisão (Foto: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Richard Jackson, um antigo advogado do governo do Reino Unido, tinha o hábito de testar sua equipe de jovens advogados com a pergunta: “Como vocês lidariam com uma crise em um departamento?” Em geral, o conselho “seria melhor aguardar até termos uma visão mais precisa da situação” não fazia parte da lista de opções.

A maioria das pessoas subestima o valor da paciência em uma tomada de decisão. Em sua etimologia latina a palavra significa “capacidade de suportar, de resistir”. Hoje, é sinônimo de passividade, condescendência e tolerância – características que não são valorizadas no mercado de trabalho.

A expressão “a paciência é uma virtude” foi citada pela primeira vez no poema do final do século XIV “Piers Ploughman”, de William Langland. E em “Psychomachia” (“Batalha das Almas”) o poeta romano cristão Prudêncio (348-c.410) descreveu a paciência como uma das sete virtudes celestiais do mundo.

É quase um consenso entre pessoas mais experientes de diversas áreas como Direito, setor financeiro, serviço público e pesquisa científica, que a paciência é uma qualidade importante na vida profissional, assim como trabalho em equipe, liderança e comunicação.

Para Jackson, a paciência desempenha um papel importante no serviço público. Mas ele viu algumas vezes pessoas que mantinham a calma e a ponderação em momentos decisórios serem marginalizadas por colegas mais dinâmicos e impacientes. Porém, as pessoas impacientes têm de aprender a administrar a pressa para atingir um objetivo se quiserem ser bem-sucedidas.

A paciência, segundo Jackson, nem sempre é uma característica inata e muitas vezes seu aprendizado é resultado de erros e de atos imprudentes, que se bem elaborados transformam-se em sabedoria. Como observou Sara Selvarajah, uma consultora fiscal e tributária recém-aposentada, “a paciência é uma forma de arte difícil de aprender”.

De acordo com Mira Kassouf, pesquisadora com pós-doutorado em genética do Instituto Weatherall de Medicina Molecular em Oxford, a paciência exerce um papel fundamental em uma carreira acadêmica. “A área de pesquisa é marcada por decepções diante de experimentos fracassados e de rejeições de artigos acadêmicos e de pedidos de financiamento. Por isso, é preciso ter um grande controle emocional, paciência e perseverança”.

Nos últimos 30 anos, houve uma mudança significativa na velocidade com que se espera que as pessoas reajam às demandas do trabalho. Os jovens recém-formados, habituados à rapidez da troca de e-mails e de mensagens de texto, criam um ambiente hiperativo no local de trabalho onde a calma e a reflexão são vistas como uma fraqueza pessoal.

A vontade de agir o mais rápido possível, seja em uma simples resposta a um e-mail, ou na pressa de mostrar competência para conseguir uma promoção, revela o valor dado à vantagem imediata, mesmo efêmera ou com resultados menos eficazes. A paciência e não o imediatismo é a verdadeira aliada em uma história de sucesso profissional.

Fontes:
Financial Times-Why patience is a workplace virtue

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *