Início » Internacional » Papa cria tribunal para julgar negligência de bispos em casos de abuso sexual
Igreja Católica

Papa cria tribunal para julgar negligência de bispos em casos de abuso sexual

A igreja tem procedimentos jurídicos para julgar padres acusados de abuso, mas até agora bispos acusados de negligência ou encobrimentos quase nunca foram responsabilizados pela própria instituição

Papa cria tribunal para julgar negligência de bispos em casos de abuso sexual
O anúncio foi feito no final da 10ª reunião do Conselho de Cardeais (Foto: Pixabay)

 Bispos católicos romanos acusados de acobertar ou de falhar ao prevenir abuso sexual de crianças por padres vão estar sujeitos a julgamento por um novo tribunal do Vaticano. O plano foi aprovado nesta quarta-feira, 10, pelo Papa Francisco. A decisão é uma medida que as vítimas de abuso pedem há anos. A igreja tem procedimentos jurídicos para julgar padres acusados de abuso, mas até agora bispos acusados de negligência ou encobrimentos quase nunca foram responsabilizados.

Leia mais: Papa é convocado a assumir postura mais dura contra Rússia

O tribunal também vai lidar com o acúmulo de casos envolvendo abuso sexual, “que ainda são muito numerosos”, disse uma autoridade do Vaticano nesta quarta-feira. A questão da responsabilização tem sido discutida há algum tempo, disse o porta-voz-chefe do Vaticano, reverendo Federico Lombardi.

O Vaticano anunciou que o papa aprovou uma série de propostas avançadas pela comissão que o aconselha sobre abuso sexual. As propostas estabelecem os procedimentos de exame das denúncias de abuso de poder por parte dos bispos. As denúncias serão investigadas pela primeira vez pelas congregações a que os bispos pertencem. Em seguida, eles serão julgados pela Congregação para a Doutrina da Fé, que já analisa todos os casos de sacerdotes acusados de abusar de menores.

O anúncio foi feito no final da 10ª reunião do Conselho de Cardeais, o grupo de altos prelados que o papa criou há dois anos para aconselhá-lo sobre uma ampla gama de assuntos. As propostas foram dirigidas ao Conselho pelo cardeal Sean O’Malley P., o atual arcebispo de Boston, que faz parte do conselho consultivo e presidente da comissão consultiva sobre abuso sexual.

Barbara Blaine, presidente da Rede de Sobreviventes Abusados por Padres, um grupo de apoio e de defesa para as vítimas, disse em um comunicado que ela suspeita que o novo tribunal “não vai fazer a diferença”, porque ele depende de representantes da igreja para julgar outros. Ela disse que um movimento mais eficaz seria se a igreja apoiasse a reforma das leis para reforçar a acusação dos responsáveis pelo abuso.

Fontes:
The New York Times-Pope Creates Tribunal for Bishop Negligence in Child Sexual Abuse Cases

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *