Início » Internacional » Papa Francisco vira alvo de campanha conservadora em Roma
VATICANO

Papa Francisco vira alvo de campanha conservadora em Roma

Cartazes anônimos e jornais falsos criticando alterações promovidas pelo pontífice na Igreja Católica circulam em bairros próximos ao Vaticano

Papa Francisco vira alvo de campanha conservadora em Roma
Modernização da Igreja Católica teria desagradado alas mais conservadoras (Foto: Flickr)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O papa Francisco vem sendo alvo de uma campanha conservadora em Roma contra suas medidas de modernização da Igreja Católica. Desde o início de fevereiro, cartazes anônimos e jornais falsos criticando o pontífice circulam em bairros próximos ao Vaticano.

Os responsáveis pelas colagens dos cartazes usaram uma foto do papa, em que ele aparece com um semblante carregado, e listaram uma série de reclamações. “France (Francisco), você interveio em congregações, removeu sacerdotes, decapitou a Ordem de Malta e os franciscanos da Imaculada, ignorou cardeais… mas onde está sua misericórdia?”, dizia o cartaz, que poucas horas depois foi coberto parcialmente com um aviso de “publicidade ilegal”.

Além disso, uma versão falsa do jornal do Vaticano, o L’Osservatore Romano, foi distribuída para cardeais. A publicação zombava do pontífice e trazia uma série de perguntas ao papa feitas por um grupo de cardeais conservadores em que a resposta sempre era sic et non (sim e não).

Apesar da autoria da campanha ser desconhecida, blogs e sites especializados apontam para as alas mais tradicionalistas da Igreja Católica, já que o Papa Francisco vem enfrentando resistência às mudanças que promoveu e ainda promove no Vaticano. A polícia romana investiga o caso.

As iniciativas do pontífice, mais ligadas a camadas sociais desfavorecidas e excluídas do que aos mais privilegiados, seguem incomodando setores conservadores. O cardeal americano Raymond Burke, que está na linha de frente da oposição, já ameaça decretar “um ato formal de correção de um erro grave” contra o papa.

Fontes:
BBC-Os motivos por trás da campanha contra o papa Francisco nas ruas de Roma
El País-Papa Francisco é alvo de uma campanha ultraconservadora nas ruas de Roma

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *