Início » Internacional » Para conter o radicalismo islâmico, britânicos poderão cancelar passaporte dos filhos
Política no Reino Unido

Para conter o radicalismo islâmico, britânicos poderão cancelar passaporte dos filhos

Nova estratégia antiterrorista anunciada por David Cameron nesta segunda-feira visa impedir a ação de extremistas em solo britânico

Para conter o radicalismo islâmico, britânicos poderão cancelar passaporte dos filhos
Imagem de arquivo do primeiro-ministro do Reino Unido. Ele quer ajuda das empresas de internet para conter avanço do radicalismo (Foto: Flickr/DFID)

Pais britânicos preocupados com a possibilidade de que seus filhos, recrutados por grupos extremistas no Oriente Médio, viajem para a Síria ou Iraque para se juntar a estes grupos, terão o direito de cancelar o passaporte de seus filhos no Reino Unido. Esta e outras medidas de combate ao terrorismo islâmico foram anunciadas nesta segunda-feira, 20, pelo primeiro-ministro David Cameron, em um discurso em Birmingham, e fazem parte de um novo plano de cinco anos do governo inglês para conter o avanço do radicalismo.

Cameron destacou que o Islã está sendo usado como cobertura para a violência e argumentou que o Estado tem o direito de apoiar famílias no que ele chamou de uma “batalha de ideias”.

O primeiro-ministro disse que a Grã-Bretanha é uma sociedade diversificada e bem-sucedida, mas tem que “confrontar a trágica verdade de que há muitas pessoas que nasceram e cresceram neste país que não se identificam verdadeiramente como britânicos e sentem pouco ou nenhum apreço pelas outras pessoas daqui.”

Segundo o político, a nova estratégia antiterrorista do país vai se concentrar em impedir a ação dos extremistas que odeiam a sociedade britânica e querem recrutar seus jovens.

Dias antes do discurso de Cameron, a  ministra do Interior do Reino Unido, Theresa May, disse que o objetivo é aprovar uma nova legislação dando mais poderes ao governo para agir contra grupos ou indivíduos que são considerados propagadores do discurso radicalista. Theresa disse que isso não configura um ataque à liberdade de expressão.

Propostas de Cameron

Além de pais poderem cancelar os passaportes dos filhos, algumas das ideias que Cameron quer aplicar são: conceder anonimato vitalício a vítimas de casamento forçado, promover a integração social de jovens e realizar um fórum de engajamento comunitário. Além disso, Cameron quer que as empresas de internet sejam mais rigorosas na proteção aos usuários contra o radicalismo.

Fontes:
Guardian-Cameron says parents to get power to cancel children's passports as part of anti-Isis drive - Politics live

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *