Início » Internacional » Para o Irã, o ‘Grande Satã’ agora é a Arábia Saudita
Oriente Médio

Para o Irã, o ‘Grande Satã’ agora é a Arábia Saudita

O fim da hegemonia americana no Oriente Médio realça rivalidades regionais

Para o Irã, o ‘Grande Satã’ agora é a Arábia Saudita
Antes visto como o maior inimigo, os Estados Unidos passam a ser considerados possíveis aliados no jogo de poder no Oriente Médio (Foto: Flickr)

O histórico acordo nuclear iraniano, anunciado em 13 de julho, promete abrir o país dos aiatolás para o resto do mundo e reaproximá-lo dos Estados Unidos, até então seu principal rival político. Poucos iranianos ainda cantam “morte aos Estados Unidos” estes dias, e quando tais cânticos são ouvidos, passam a impressão de nostalgia, e não de um clamor raivoso em prol do Irã.

Para os iranianos, o “Grande Satã” não é mais os EUA, mas a Arábia Saudita, com quem seus líderes disputam influência em países vizinhos como Afeganistão, Iraque, Líbano e Síria. Iranianos reclamam dos sauditas perfurando mais terrenos para diminuir o preço do petróleo e enfraquecer Teerã. Eles também estão preocupados com as operações militares conjuntas entre membros do Conselho de Cooperação do Golfo, hostil ao Irã, próximo a suas fronteiras.

O embate geopolítico entre as duas nações é emblemático de um novo Oriente Médio, onde poderes locais emancipados do hard power americano retomam antigas rivalidades. A ordem não é mais definida e defendida por Washington. Ao invés disso, os Estados Unidos passaram a ser vistos como um recurso que Teerã e Riyade podem manipular em seus esforços um contra o outro.

 

Fontes:
NewStateman-In Iran today the Great Satan is no longer the United States: it's Saudi Arabia

1 Opinião

  1. jayme endebo disse:

    Dois satãs tentando cada um ser mais mau que outro.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *