Início » Internacional » Parque da Índia mata caçadores para preservar rinocerontes
PRÁTICA POLÊMICA

Parque da Índia mata caçadores para preservar rinocerontes

Guardas de uma área de proteção têm ordens e permissão judicial para atirar em caçadores suspeitos, com o objetivo de proteger uma cobiçada espécie de rinocerontes

Parque da Índia mata caçadores para preservar rinocerontes
O chifre do rinoceronte o torna uma espécie cobiçada (Foto: Pixabay)

Os seguranças do parque nacional de Kaziranga, na Índia, têm permissão para atirar e matar, poderes que são garantidos apenas às forças policiais. A permissão especial aos seguranças do parque é um esforço para a conservação dos rinocerontes que habitam o local.

Morrem, em média, duas pessoas por mês – mais de 20 por ano. No ano de 2015, o número de caçadores suspeitos mortos por guardas do parque ultrapassou o número de rinocerontes abatidos.

O parque tem um histórico de sucesso em conservação. Há um século, só havia cinco rinocerontes de um chifre na região de Assan, no extremo leste do país. Hoje, são mais de 2,4 mil, dois terços da população mundial do animal no mundo.

A espécie é muito visada por caçadores por causa de seus chifres, que são vendidos no Vietnam e na China como curas milagrosas para as mais diversas doenças, do câncer à disfunção erétil. Os preços chegam a R$ 14 mil por 100 gramas do chifre, o que o torna mais caro que o ouro.

A instrução dos guardas é usar armas para impedir os caçadores suspeitos sempre que eles forem vistos. “A ordem é mata-los”, explica um guarda, que não quis se identificar, à rede BBC.

Já que não são feitos registros oficiais de quantas pessoas morrem ali, é difícil fazer uma estimativa real. O diretor do parque, Stayendra Singh, explica as dificuldades de controlar os caçadores e as gangues, que usam pessoas da comunidade local para entrar no parque. Ele revela que 50 caçadores foram mortos nos últimos três anos. O método, porém, é criticado, já que existem casos de inocentes mortos e feridos pela prática.

Fontes:
BBC-Kaziranga: o parque que atira em pessoas para proteger rinocerontes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Rebeca Felix disse:

    Que caso de sucesso, se não fosse por essa prática, os rinocerontes indianos ainda estariam morrendo e não estaria no numero que estão hoje!
    O ser humano precisa respeitar a ordem do planeta e deixar os animais viverem em paz.
    Super apoio essa decisão, porque as pessoas chegaram no extremo de matar os animais só por dinheiro e isso é inadmissível, eles matam então agora chegou a hora de morrer.
    Lamento pelos inocentes mas os caçadores merecem morrer.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *