Início » Internacional » Partido alemão divulga manifesto anti-islâmico
ANTI-ISLÃ

Partido alemão divulga manifesto anti-islâmico

O documento pede a proibição da burca e a interdição de minaretes

Partido alemão divulga manifesto anti-islâmico
Burca, vestimenta que cobre o corpo das mulheres (Foto: Flickr)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O partido alemão de extrema-direita Alternativa para a Alemanha (AfD, na sigla em alemão) divulgou um manifesto que deixa claro sua posição anti-islâmica. Em um congresso anual da legenda realizado em Stuttgart, os membros do partido defenderam que o Islã não é compatível com a constituição.

No capítulo “Islã não pertence à Alemanha”, o documento pede a proibição da burca e a interdição dos minaretes (torres das mesquitas que anunciam as cinco orações diárias).

“O Islã é estrangeiro na Alemanha e, por esse motivo, não podemos invocar o princípio da liberdade religiosa da mesma forma que fazemos com o Cristianismo”, disse o legislador Hans-Thomas Tillschneider.

Além da posição anti-islâmica, o manifesto também defende o reforço na defesa das fronteiras do país, a saída da Alemanha da zona do euro, a reinstalação do serviço militar obrigatório e reafirmação dos valores da família tradicional e da cultura nacional.

Poucos anos depois de sua fundação em 2013, o partido conseguiu espaço. O Alternativa para a Alemanha conta com cadeiras no legislativo em oito dos 16 distritos do país.

Fontes:
O Globo-Partido de extrema-direita alemão aprova manifesto anti-islâmico

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. . disse:

    ESTA CERTÍSSIMO ESTE PARTIDO, SEJA ELE QUEM FOR, RELIGIÃO, POVO ETC, QUE QUISER VIVER EM OUTRO PAÍS TEM A OBRIGATORIEDADE DE SEGUIR ÁS LEIS E AS REGRAS DESTE PAÍS, E NÃO O CONTRÁRIO. ACHO ENGRAÇADO QUE OS MUÇULMANOS NÃO PERMITEM QUE SE INSTALE OUTRA RELIGIÃO EM SEU PAÍS, E ELES QUEREM IMPOR A RELIGIÃO E A CULTURA DELES EM OUTROS PAÍSES. PARA MIM É UM ABSURDO. SE NÃO ESTIVEREM CONTENTES COM O PAÍS QUE OS ACOLHEU, QUE MUDEM. SE NÃO QUISEREM SEGUIR AS LEIS, EXPULSEM ELES, OS ENVIEM PARA ONDE ELES VIERAM. QUE VÃO CURTIR ALÁ EM SEUS PAÍSES DE ORIGEM, E NÃO VENHAM ENCHER O SACO EM OUTROS PAÍSES.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *