Início » Internacional » Partido britânico quer legalizar a maconha no Reino Unido
REINO UNIDO

Partido britânico quer legalizar a maconha no Reino Unido

Segundo o partido Liberal Democrata, a regulamentação, como a adotada em alguns estados americanos, faz muito mais sentido que a proibição

Partido britânico quer legalizar a maconha no Reino Unido
Policial desarticula plantação de cannabis em uma residência em Midlands, centro da Inglaterra (Foto: Flickr/West Midlands Police)

Um milhão de horas por ano. Segundo um estudo do partido Liberal Democrata, do Reino Unido, este é o tempo gasto pela polícia britânica no combate à maconha.

O número pode parecer exagerado, já que um ano contém 8.760 horas. No entanto ele é fruto da soma do número de horas de serviço gastas por agentes nos 87.247 processos abertos, em 2015, por crimes relacionados à cannabis. Segundo a estimativa, somados, os agentes gastaram um total de 1.044.180 de horas de serviço, que custaram ao contribuinte britânico 31 milhões de libras.

O partido encomendou o estudo como parte dos esforços para legalizar o uso da maconha no Reino Unido. Segundo o liberal democrata Julian Huppert, a maconha já é “amplamente disponível e bastante utilizada” no Reino Unido e a regulamentação faz mais sentido do que a proibição.

“A cannabis é amplamente disponível e bastante usada. Ela gera significantes problemas de saúde e vasto lucro para o crime organizado. A abordagem atual é um desastre para os jovens, cuja saúde mental e física está sendo prejudicada por produtos cada vez mais potentes. Não há fiscalização por idade, nem controle sobre a qualidade do produto”, disse Huppert, ressaltando que a única “identidade” necessária para comprar maconha é uma nota de 20 libras.

Segundo Huppert, seu partido deseja implementar uma abordagem similar a que está sendo adotada em alguns estados americanos. “A resposta honesta e pragmática é assumir a responsabilidade pela situação e regulamentar o mercado. […] O partido Liberal Democrata vai tirar o controle das organizações criminosas e proteger os jovens ao introduzir um mercado legal e regulamentado para a cannabis”, disse Huppert.

Fontes:
Independent-One million hours of police time a year 'wasted enforcing cannabis prohibition'

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

6 Opiniões

  1. Eras disse:

    Que Brasil você vive laercio? Qual controle o país tem sobre as drogas? Você realmente sente estao ganhando a guerra contra as drogas? Comprar maconha é extremamente fácil e o dinheiro vai todo para o financiamento do crime. Seu ponto de vista que é um passo para trás, só não enxerga quem não quer

  2. Casola disse:

    E mais sensato encarar o problema de frente.
    Criminalizar e reprimir não resolve, pelo contrário, só gera mais problemas para os envolvidos (Estado e cidadãos).
    Por outro lado, manter a maconha nas mãos do mercado negro é fomentar o crime.
    O álcool e o cigarro são liberados mas nem por isto todos são alcoólatras ou viciados em cigarros.
    É melhor usar a razão.

  3. marley de boa disse:

    Laercio, Compra quem quiser.. O dinheiro é fruto do trabalho! Abrç..

  4. Lucinda Telles disse:

    O futuro será dos “olhos puxados”: enquanto os orientais investem em cibernética o ocidente investe na maconha. Farei plástica.

  5. Janio disse:

    Vai Reino Unido

  6. laercio disse:

    Bom saber que tal decisão é no concorrente!
    A liberação de drogas é sempre um passo para trás!
    Já basta o arsenal que temos com álcool e cigarros! Vão em frente britânicos, vocês tem muito dinheiro para gastar!

    Espero que o Brasil não se espelhe nesse miserável exemplo! Não temos dinheiro para reparar os desastres que o consumo de drogas deixa.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *