Início » Vida » Comportamento » Pastor popular estimula o aumento de cristãos na China
Cristandade clandestina

Pastor popular estimula o aumento de cristãos na China

Mesmo morto, um pastor popular desconcerta as autoridades chinesas

Pastor popular estimula o aumento de cristãos na China
Samuel Lamb morreu há algumas semanas, mas sua influência e rebanho continuam a crescer (Reprodução/Internet)

Antes de o pastor Samuel Lamb ter sido preso por 20 anos em 1958, menos de 400 fieis compareciam aos cultos de sua igreja clandestina, a Damazhan. Quando ele retornou ao púlpito, a congregação cresceu para 900 pessoas. Ela cresceu ainda mais, para 1.200 depois de 1990, quando as autoridades tentaram fechar sua igreja. Depois disso, sua influência e rebanho continuaram a crescer.

Lamb morreu há algumas semanas, com 88 anos de idade. Em 16 de agosto cerca de 30 mil pessoas compareceram a um culto em sua memória em Guangzhou, sua cidade natal. Isso sem contar a presença de muitos policiais. Eles avisaram a várias pessoas que não viessem e muitas delas foram detidas durante a cerimônia.

No entanto as autoridades não conseguiram impedir o acontecimento do evento, como o fizeram nos últimos anos com pastores como Lamb e com as “igrejas domésticas” não registradas que eles lideram por toda a China. Oficialmente a China tem 23 milhões de cristãos. O número verdadeiro é algo entre 60 e 130 milhões.

Lamb, ou Lin Xiangao, foi um dos últimos pastores de uma era passada, quando igrejas clandestinas eram perseguidas com rigor. Com o tempo as autoridades se tornaram menos repressivas, mas a polícia pressionou Lamb constantemente para que ele se submetesse à doutrina oficial e cadastrasse sua igreja no banco de dados do governo. Ele sempre se recusou. Os novos líderes da igreja afirmam que continuarão a agir da mesma maneira.

Fontes:
The Economist-Lamb of God

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *