Início » Internacional » Peru vai processar Greepeace por profanação de tesouro arqueológico
Ativismo trapalhão

Peru vai processar Greepeace por profanação de tesouro arqueológico

Ativistas invadiram área restrita no deserto de Nasza para exibir faixa em área de preservação

Peru vai processar Greepeace por profanação de tesouro arqueológico
Faixa foi colocada em área cujo acesso é restrito por motivo de preservação (Reprodução/AP)

Uma ação do grupo ambientalista Greenpeace com o propósito de mostrar a preocupação de seus ativistas com pegadas de carbono foi marcada esta semana por pegadas reais em uma área frágil e restrita perto das Linhas de Nazca, antigos desenhos com mais de dois mil anos feitos pelo homem e gravado no deserto peruano.

As autoridades peruanas disseram que ativistas do grupo profanaram um trecho do monumento no deserto quando eles colocaram uma grande faixa amarela promovendo as energias renováveis perto de um conjunto de linhas que formam os contornos de um beija-flor gigante.

A faixa, um tecido amarelo com a frase “É tempo de mudar! O futuro é renovável!”, era para chamar a atenção dos líderes mundiais, repórteres e outros que estavam em Lima, capital do Peru, para uma reunião de cúpula das Nações Unidas sobre mudança climática. O encontro foi programado para terminar sexta-feira mas as negociações devem continuar neste sábado.

O Greenpeace divulgou um comunicado pedindo desculpas pela invasão do sítio arqueológico, cerca de 225 quilômetros ao sul de Lima. Seu diretor executivo internacional, Kumi Naidoo, voou para Lima, mas as autoridades peruanas disseram que o grupo marcou um dos símbolos nacionais mais preciosos do país e que o país vai processar a ONG por invasão ao monumento.

 

Fontes:
The New York Times - Peru is indignant after Greenpeace makes its mark on ancient monument

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *