Início » Cultura » Artes Plásticas » Pesquisadores dizem ter encontrado esculturas perdidas de Michelangelo
Obra de arte

Pesquisadores dizem ter encontrado esculturas perdidas de Michelangelo

Feitas em bronze, esculturas são de homens nus sentados em panteras. Elas estão expostas em um museu em Cambridge, Reino Unido

Pesquisadores dizem ter encontrado esculturas perdidas de Michelangelo
Para Victoria Avery, responsável pelo departamento de Artes Aplicadas do Fitzwilliam, a descoberta abrirá um importante debate (Reprodução/Independent)

Pesquisadores da Universidade de Cambridge, Reino Unido, afirmam ter descoberto duas esculturas de bronze feitas por Michelangelo. As esculturas são de homens nus montados em panteras e medem cerca de 90 cm. Elas estão expostas no Museu Fitzwilliam.

A autoria da obra foi atribuída a Michelangelo por conta de um pequeno detalhe. Paul Joannides, professor emérito de História da Arte na Universidade de Cambridge, percebeu uma semelhança entre a obra e um desenho do século XVI, feito por um aprendiz do artista, que ele viu exposto no Musée Fabre, na França.

O aprendiz de Michelangelo copiou vários rascunhos do artista. Entre eles estava a figura de dois homens nus, montados em uma pantera. O desenho é muito similar à pose das estátuas de bronze, e tem o mesmo estilo usado por Michelangelo em outras obras.

Através de raios-x, os pesquisadores estimaram que a obra foi feita entre os anos de 1500 e 1510. “Se estivermos corretos, são as duas últimas esculturas de Michelangelo que restam no mundo”, disse Joannides.

Para Victoria Avery, responsável pelo departamento de Artes Aplicadas do Fitzwilliam, a descoberta abrirá um importante debate. “São belas obras de arte que merecem um estudo detalhado. Esperamos que o público venha examiná-las por si mesmo e se envolva nesse debate”.

Fontes:
The Washington Post-Museum says men riding panthers probably last surviving Michelangelo bronzes
The Independent-Bronze statues of naked men riding panthers could be Michelangelo's only surviving bronzes

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *