Início » Internacional » Pesquisadores espanhóis atualizam o genoma humano
Genes e tecnologia

Pesquisadores espanhóis atualizam o genoma humano

Cerca de 19 mil genes são responsáveis pela produção das proteínas presentes no genoma humano

Pesquisadores espanhóis atualizam o genoma humano
Quase todos os genes humanos teriam sido originados antes do surgimento dos primatas, diz estudo da CNIO (Reprodução/FLICKR/DAVEFAYRAM)

A equipe do Centro Nacional de Investigaciones Oncológicas (CNIO), em Madrid, atualizou o número de genes que produzem as proteínas presentes no genoma humano e reduziu a listagem para 19 mil — 1.700 a menos do que o estimado nos últimos estudos. O número é bastante inferior aos 100 mil que os cientistas chegaram a cogitar há anos.

O trabalho, publicado na última edição da revista Human Molecular Genetics, foi liderado pelo pesquisador Alfonso Valencia, vice-diretor de Pesquisa Básica e chefe do Grupo de Biologia Computacional Estrutural do CNIO, e concluiu que quase todos esses genes teriam sido originados antes mesmo do surgimento dos primatas, há mais de 50 milhões de anos.

Por realizar o trabalho, os cientistas utilizaram análises bioinformáticas (uso da informática para análises da informação na área de estudo da biologia), genéticas e proteômicas (estudo do conjunto de proteínas e suas isoformas) de última geração, e contaram com a colaboração do Centro Nacional de Investigaciones Cardiovasculares (CNIC), além do instituto britânico Welcome Trust Sanger e da Universidade da Califórnia, Estados Unidos.

A detecção e caracterização dos genes presentes nessa grande massa de informações é uma tarefa complexa, e tem sido uma fonte de debate desde as primeiras tentativas sistemáticas realizadas nos últimos dez anos pelo Projeto do Genoma Humano, esforço internacional para o mapeamento do genoma humano e a identificação de todos os nucleotídeos que o compõem.

Durante este período, houve correções contínuas que levaram ao trabalho em questão, que detecta um “reduzido” número de genes presentes no genoma e o contabiliza em aproximadamente 19 mil.

“A área de codificação do genoma — a que produz proteínas — está em constante movimento. Até agora, ninguém podia imaginar que um número tão reduzido de genes poderia fazer algo tão complexo”, explica Valência.

Fontes:
infosalus-Investigadores españoles actualizan el genoma humano

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *