Início » Internacional » Piores tipos de derrame podem ter tratamento
Saúde

Piores tipos de derrame podem ter tratamento

Estudo desenvolve tratamento para retirar grandes coágulos que bloqueiam vasos sanguíneos no cerébro

Piores tipos de derrame podem ter tratamento
Basicamente, o 'stent' é uma pequena gaiola de arame que fica na extremidade de um cateter (Reprodução/ Internet)

Depois de três décadas, pesquisadores acharam um tratamento que melhora o prognóstico para pessoas que tiveram os piores tipos de derrame. Ao remover diretamente grandes coágulos de sangue que bloqueiam os vasos sanguíneos no cérebro, eles podem salvar o tecido cerebral que de outra forma morreria, permitindo que muitos voltem a ter uma vida independente.

Leia mais: Cientistas buscam forma de proteger células cerebrais durante derrame
Leia mais: Chocolate pode ser bom para evitar pressão alta e derrames
Leia mais: Derrame cerebral atinge cada vez mais jovens brasileiros

Conduzido por pesquisadores na Holanda, o estudo foi publicado online, na última quarta-feira, 17, no New England Journal of Medicine.  Os pesquisadores suspeitam que uma das razões para o sucesso do tratamento é o uso de um novo tipo de “armadilha” para pegar os coágulos. O stent, que é basicamente uma gaiola de arame pequena que fica na extremidade de um cateter, é inserido na virilha e introduzido até uma artéria do cérebro. Quando a ponta do cateter atinge o coágulo, o stent é aberto e empurrado para dentro do coágulo, o que permite que o médico retire o cateter e o stent com o coágulo junto.

Cerca de 630 mil americanos têm derrames a cada ano, ocasionados por coágulos que bloqueiam os vasos sanguíneos do cérebro. De um terço a metade dos casos, o coágulo se encontra em um vaso sanguíneo grande, o que potencializa as sequelas. O remédio tPA funciona para os casos de coágulos menores, que são dissolvidos pela droga. Até agora nenhum tratamento tinha funcionado para quem tinha coágulos grandes.

O novo estudo foi feito com 500 pacientes que tiveram derrames. Um a cada cinco que usaram apenas o tPA se recuperaram o suficiente para voltar a ter uma vida independente. Mas um a cada três casos que também tiveram o coágulo removido diretamente foram capazes de  voltar a ter uma vida independente logo depois do derrame.

Fontes:
The New York Times-For First Time, Treatment Helps Patients With Worst Kind of Stroke, Study Says

2 Opiniões

  1. helo disse:

    A técnica não serviria para cálculos renais?

  2. Joma Bastos disse:

    Um excelente avanço da ciência médica.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *