Início » Internacional » Polícia australiana invade café e liberta reféns em Sidney
Austrália

Polícia australiana invade café e liberta reféns em Sidney

Rede de TV australiana informou que cinco pessoas foram feridas na ação e duas morreram, incluindo o sequestrador

Polícia australiana invade café e liberta reféns em Sidney
Reféns já fugiram do café antes da polícia entrar. Informações ainda não são oficiais (Foto: Reprodução/O Globo)

Após mais de 17 horas de cerco, a polícia australiana invadiu a cafeteria Lindt Cocolat Café, em Sidney, e libertou os reféns mantidos no local. A invasão ocorreu após os agentes escutarem sons de tiros vindo de dentro do estabelecimento. O sequestrador foi identificado com Man Haron Monis, de 50 anos, um auto-declarado clérigo iraniano, supostamente membro do Estado Islâmico (ISIS).

Segundo a polícia local, Monis tinha um histórico de crimes de ódio e agressão sexual. O canal 7, rede de TV australiana, informou que cinco pessoas foram feridas na ação e duas morreram, entre elas o sequestrador.

Leia mais: Homem armado mantém dezenas de reféns em Sidney

A refém brasileira, Marcia Mikhael, passa bem e não está entre os feridos. Naturalizada australiana, Marcia mandou mensagens ao marido pedindo socorro. O irmão, Jorge, proibiu a família de comentar o assunto.

O sequestrador nasceu em Manteghi Bourjerdi e passou a morar na Austrália em 1996, quando pediu asilo político ao afirmar ser perseguido em seu país. Em 2002, teve seu primeiro envolvimento com a polícia, quando foi preso por assédio sexual a uma mulher. Monis foi acusado de ameaçar molestar 47 mulheres e também é acusado de ser cúmplice do assassinato da ex-mulher.

Haron Monis está em liberdade condicional pelo caso da morte da ex-esposa. O sequestrador obrigou os reféns a hastear bandeiras com mensagens árabes extremistas.

Sequestrador manteve reféns por 17 horas

Man Haron Monis invadiu o café e trancou reféns durante a manhã, no horário local, noite no Brasil. A polícia cercou o local do sequestro por volta de 9h45m, Brasília. Por volta de 2h45m da manhã os primeiros dois reféns deixaram o local. Às 4h45m, mais duas mulheres deixaram a cafeteria.

Prédios do entorno do café foram evacuados após pacotes suspeitos terem sido encontrados e haver ameaça de bomba. Por volta das 13h15m, de Brasília, a polícia local ouviu disparos dentro da cafeteria e decidiu invadir o local para reduzir os riscos de mortes.

Fontes:
O Globo-Polícia invade café no centro de Sydney e liberta reféns

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *