Início » Internacional » Polícia identifica russos por envenenamento com agente nervoso
REINO UNIDO

Polícia identifica russos por envenenamento com agente nervoso

Russos teriam tentado assassinar o ex-espião Sergei Skripal e sua filha Yulia em março deste ano

Polícia identifica russos por envenenamento com agente nervoso
Apesar da identificação, Reino Unido não deve pedir a extradição (Foto: Divulgação/Metropolitan Police)

A polícia britânica identificou, nesta quarta-feira, 5, dois cidadãos russos pelo envenenamento do ex-espião da Rússia Sergei Skripal e a sua filha Yulia, em Salisbury, na Inglaterra, em março deste ano. A família Skripal foi envenenada pelo agente nervoso Novichok, mas conseguiram se recuperar.

Os suspeitos seriam Alexander Petrov e Ruslan Boshirov, que chegaram ao Reino Unido dias antes do ataque. Segundo a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, os homens seriam oficiais da agência de inteligência militar da Rússia.

O Crown Prosecution Service (CPS), a principal agência de acusação pública do Reino Unido, disse que existem provas o suficiente. Eles foram acusados pela conspiração para tentar matar os Skripal, uso e posse do agente nervoso, o que contraria a Convenção de Armas Químicas.

“Os promotores da divisão antiterrorismo da CPS consideraram as provas e concluíram que há provas suficientes para fornecer uma perspectiva realista de condenação e é claramente de interesse público acusar Alexander Petrov. e Ruslan Boshirov, que são cidadãos russos”, afirmou Sue Hemming, diretora de serviços jurídicos do CPS.

A polícia acredita que os suspeitos contaminaram a porta da frente da casa dos Skripal. Os russos teriam chegado ao Reino Unido na sexta-feira, dia 2 de março, e retornado à Rússia na noite de domingo, dia 4 de março. Mesmo com a acusação, o Reino Unido não deve solicitar a extradição dos suspeitos, mas garantiu que, caso os russos viajem para um país onde o mandado de prisão europeu é válido, eles serão extraditados.

“Não vamos solicitar à Rússia a extradição desses homens, pois a Constituição russa não permite a extradição de seus próprios nacionais. A Rússia tornou isso claro após os pedidos de extradição em outros casos. Se esta posição mudar, então um pedido de extradição seria feito”, explicou Hemming.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, afirmou que os nomes e as fotos não significam nada para o governo de Vladimir Putin, e solicitou, mais uma vez, ao Reino Unido para que não sejam feitas acusações públicas, mas um trabalho integrado com autoridades russas para investigar o ataque.

 

Leia também: Ex-espião russo recebe alta de hospital após envenenamento
Leia também: Theresa May acusa a Rússia pelo envenenamento de ex-espião

Fontes:
The Guardian-Salisbury poisonings: police name two Russian suspects
CNN-Russians charged over UK Novichok nerve agent attack

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *