Início » Internacional » Polícia dos EUA intercepta ‘potenciais dispositivos explosivos’
ALERTA NOS EUA

Polícia dos EUA intercepta ‘potenciais dispositivos explosivos’

Dispositivos estavam em pacotes endereçados ao ex-presidente Barack Obama, à democrata Hillary Clinton, ao Time Warner Center e ao filantropo George Soros

Polícia dos EUA intercepta ‘potenciais dispositivos explosivos’
Autoridades investigam uma possível ligação entre os pacotes (Foto: Wikimedia)

A polícia americana interceptou diversos “pacotes suspeitos”, que foram identificados como “potenciais dispositivos explosivos”, nos últimos dias. Nesta quarta-feira, 24, dois pacotes foram interceptados e confirmados pelas autoridades policias. Outros dois pacotes foram interceptados nas últimas terça-feira, 23, e segunda-feira, 22.

Segundo um comunicado do Serviço Secreto, foi interceptado, em Washington, um pacote suspeito endereçado ao ex-presidente democrata Barack Obama na manhã desta quarta-feira.

Já pelas redes sociais, o Departamento de Polícia de Nova York informou que está investigando uma embalagem suspeita na Time Warner Center – um famoso complexo de prédios que abriga empresas como CNN, Cartoon Network, entre muitas outras. O prédio da CNN foi esvaziado, a transmissão chegou a ser interrompida e agentes da polícia fizeram um cerco de segurança no local.

Segundo a CNN, o pacote enviado para os escritórios da emissora era endereçado ao ex-diretor da CIA John Brennan. De acordo com informações da imprensa americana, o pacote suspeito continha um dispositivo explosivo que deve ser encaminhado para o Bronx, também em Nova York, onde poderá ser detonado. O sistema de alerta de emergências dos EUA confirmou que o pacote já foi retirado do Time Warner Center, mas não informou para onde foi encaminhado.

Na última terça-feira, conforme informou o comunicado do Serviço Secreto, um pacote com “potencial dispositivo explosivo” foi interceptado em Nova York. Ele era endereçado a Hillary Clinton, candidata à presidência dos EUA em 2016.

“Os pacotes foram imediatamente identificados durante os procedimentos rotineiros de triagem de correio como potenciais dispositivos explosivos e foram adequadamente tratados como tal. Ambos os pacotes foram interceptados antes de serem entregues ao local pretendido. Os protegidos não receberam os pacotes nem correram o risco de recebê-los”, explicou o comunicado do Serviço Secreto sobre os pacotes endereçados ao ex-presidente Obama e à democrata Clinton.

Por fim, na última segunda-feira, um pacote suspeito direcionado ao magnata e filantropo George Soros foi interceptado. A embalagem, que supostamente era um dispositivo explosivo, foi interceptada pela polícia de Bedford, em Nova York, após receber uma ligação na tarde de segunda-feira.

No caso de Soros, o pacote identificado continha um tubo de aproximadamente 15 centímetros preenchido com pó explosivo. Técnicos de esquadrões antibomba detonaram o pacote proativamente.

A secretária de Imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders, assinou um comunicado condenando as “tentativas de ataques violentos” interceptadas pelas autoridades. “O Serviço Secreto dos Estados Unidos e outras agências de aplicação da lei estão investigando e tomarão todas as medidas apropriadas para proteger qualquer pessoa ameaçada por esses covardes”, garantiu o comunicado.

Já o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, usou as redes sociais para categorizar as tentativas de atentados como “desprezíveis”. Ademais, Pence destacou a rápida resposta das autoridades policiais e garantiu que “os responsáveis serão levados à Justiça”.

Investigações

O Serviço Secreto informou que já iniciou uma investigação para “determinar a origem dos pacotes [enviados a Obama e Clinton] e identificar os responsáveis”. O órgão informou que não vai passar maiores informações sobre o ocorrido, pois as investigações já estão em andamento.

As investigações tentam determinar ainda se os pacotes direcionados a Clinton e Obama têm ligações com a embalagem endereçada ao magnata e filantropo George Soros na segunda-feira.

De acordo com dois policiais, os pacotes endereçados a Obama e Clinton eram semelhantes ao destinado a Soros, conforme noticiou o New York Times. Caso a ligação entre os pacotes explosivos seja confirmada, terão sido três tentativas de atentados frustradas nos últimos três dias. Nenhum grupo terrorista reivindicou a autoria dos envios dos pacotes.

Fontes:
The Guardian-'Potential explosive devices' sent to Hillary Clinton and Barack Obama
CNN-Suspicious packages sent to Clinton, Obama and Time Warner Center

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *