Início » Internacional » Políticas ambientais não prejudicam a produtividade, diz estudo
Meio ambiente

Políticas ambientais não prejudicam a produtividade, diz estudo

As normas ambientais talvez não tenham um custo tão elevado como os governos e as empresas temem

Políticas ambientais não prejudicam a produtividade, diz estudo
Um aumento no rigor das políticas ambientais não prejudica o crescimento da produtividade (Reprodução/Internet)

Quais são os efeitos das políticas ambientais? Parecem óbvios, mas a resposta depende do rigor da aplicação dessas políticas. Então, como quantificar esse rigor? Um dos segredos moralmente condenáveis da economia ambiental refere-se ao fato de não existir ainda uma avaliação adequada da precisão e seriedade das medidas ambientais.

Um ou dois indicadores limitados foram desenvolvidos. O Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento, por exemplo, elaborou um índice de políticas rigorosas para o clima em 2011. Mas não existe uma medida padrão para comparar os efeitos das diferentes políticas, com uma avaliação da tendência da política global dos países, nem uma estimativa da evolução desses efeitos ao longo do tempo.

Um novo estudo realizado pela Organização para a Cooperação Econômica e Desenvolvimento (OCDE), um fórum na maior parte constituído por países desenvolvidos, confirmou as análises anteriores sobre o impacto das medidas individuais: “um aumento no rigor das políticas ambientais não prejudica o crescimento da produtividade.”

Essa afirmação contradiz o que a maioria dos governos e empresas acredita: que as normas ambientais justificam-se pela necessidade de salvar o planeta, mas impõem custos econômicos imediatos.

Fontes:
The Economist-Green tape

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *