Início » Internacional » Polonesas se manisfestam contra proposta anti-aborto
ABORTO

Polonesas se manisfestam contra proposta anti-aborto

País católico quer endurecer a legislação contra o aborto, apesar de já ter uma lei bem restritiva

Polonesas se manisfestam contra proposta anti-aborto
Protesto contra a proposta anti-aborto na Polônia (Foto: Twitter/‏@Brusselicious)

Nesta segunda-feira, 3, várias polonesas se vestiram de preto e ocuparam as ruas do país. Elas boicotaram seus respectivos trabalhos para protestar contra uma proposta legislativa que quer proibir totalmente o aborto.

Leia mais: Aborto: uma questão de saúde pública

Muitos homens também se juntaram ao protesto nas cidades de Varsóvia e Gdańsk, além de outros lugares no país católico. A Polônia já tem uma das legislações mais restritivas em relação ao aborto, e pesquisas de opinião mostram que há pouco apoio para leis ainda mais restritivas, apesar do forte catolicismo do país e da política conservadora dominante.

A manifestação aconteceu depois de um protesto de milhares no último sábado, 1°, em frente ao parlamento em Varsóvia. As mulheres estavam vestindo preto em sinal de luto pela perda dos direitos reprodutivos.

Segundo a lei atual, que está em vigor desde 1993, o aborto é proibido exceto quando põe a vida da mulher em risco, o feto tem um dano irreparável ou quando a gravidez é resultado de estupro ou incesto. No entanto, pela nova proposta, que está sendo analisada pela comissão parlamentar, todos os abortos vão ser ilegais, mesmo em casos de estupro ou quando a vida da mulher estiver em risco. Além disso, a proposta prevê pena de até cinco anos para as mulheres que fizerem um aborto ou para os médicos que o praticarem.

A proposta veio de uma iniciativa de cidadãos anti-aborto que juntou 450 mil assinaturas e que é apoiada pela Igreja. O partido conservador, que tem maioria no parlamento, também apoiou a proposta.

Fontes:
The Washington Post-Millions of women in Poland strike to protest abortion ban proposal

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *